×
892
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Vente-Privée retira-se do mercado americano

Publicado em
today 28 de out de 2014
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Fim do sonho americano ou simples desentendimento entre parceiros? American Express, líder mundial de cartões de crédito, anunciou na última segunda-feira (27) a sua intenção de fechar a sua empresa comum com a francesa Vente-Privée.com daqui para o fim do ano. Uma informação confirmada na esteira dos acontecimentos pela empresa francesa que explica que está voltando a centrar-se na Europa, buscando um novo modelo para os Estados Unidos.


A Vente-privée, líder francesa de vendas privadas atravessou o atlântico em 2011. Para tanto, ela havia montado uma empresa comum junto com a American Express para atrair uma clientela abastada, detentora dos cartões de crédito do grupo americano.

“Ao ver que a via em direção à rentabilidade da vente-privée USA seria mais longa que o previsto, as duas empresas decidiram que era tempo de se concentrar em outras prioridades”, disse o porta-voz da American Express, Leah Gerstner, citado pela Reuters.

No entanto, em 2011, na apresentação do projeto, Jacques-Antoine Granjon dizia-se feliz por ter encontrado a parceira certa para tentar a aventura americana “step by step”, e o cofundador da Vente-Privée adiantou o objetivo de meio bilhão de dólares em volume de negócios em 4 anos. Mas, em 2013, o volume de negócios realizado na América chegou apenas a 50 milhões.

“Nós conhecemos muitos sites americanos que estão se desenvolvendo na Europa. Hoje, é um site francês com o seu modelo que está desembarcando nos Estados Unidos. Nós inventamos um modelo que os Americanos não inventaram”, dizia então entusiasmado o presidente da Vente-Privée, ao vivo de Nova York, onde está sediada a joint-venture.

Lançada em 2001 na França, a empresa Vente-Privée, que se diversificou desde então no universo das viagens, do vinho e na bilheteria de espetáculos, está presente em muitos países da Europa, mas que, por fim, não teve sucesso na aventura americana. Um mercado onde as vendas privadas são imensamente grandes.

Em 2013, a Vente-Privée viu o seu volume de negócios saltar 23% para 1,6 bilhão de euros.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.