×
Publicado em
6 de jun. de 2013
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Varejo: quais cidades contam com o maior número de novas marcas?

Publicado em
6 de jun. de 2013

CBRE acaba de publicar sua pesquisa anual, How Global Is the Business of Retail, que se baseia em 320 marcas. O que está em jogo: compreender a atratividade de 200 cidades no mundo, particularmente através do prisma do número de marcas que se estabelecem pela primeira vez em cada uma delas.

Berlim, aqui, o centro comercial Alexa – Foto: Pixel Formula


E neste jogo, Hong Kong está de longe à frente com 51 novas ingressantes de acordo com o senso. Na segunda colocação se encontra Kiev, que contabiliza 39 novas marcas. "Hong Kong oferece oportunidades às marcas que capitalizam com a emergência da classe média e com o afluxo de turistas vindos da China continental. Com frequência, a localização de Hong Kong é utilizada como plataforma de lançamento pelas marcas para penetrar na região, mesmo que cada vez mais distribuidores se estabeleçam diretamente em cidades chinesas. Enquanto as marcas de luxo dominaram em 2012, marcas de todos os setores abriram sua primeira loja na cidade no ano passado, dentre as quais estão a Pierre Cardin, Forever 21 e Cos", comenta Peter Gold, diretor-geral de Varejo, Cross Border EMEA do CBRE.

Mas, nestes tempos de crise, a Alemanha tende visivelmente a tranquilizar. O país coloca quatro de suas aglomerações entre os top 20 mundiais com o terceiro lugar para Berlim (28 novas marcas). Dessa forma, a capital ultrapassa de longe as cidades mais desenvolvidas do país que são Frankfurt (20 ingressantes), Hamburgo (19) e Munique (19). A título de comparação, Paris, Londres e Nova York receberam 24, 23 e 20 novas marcas respectivamente.

As classificações mundias da representação dos distribuidores quase não evoluíram nos últimos dois anos, uma vez que a quase totalidade dos 320 distribuidores selecionados geralmente está presente nos principais mercados de distribuição. Londres mantém seu lugar de líder, enquanto Dubai continua confortavelmente colocada na segunda posição. A terceira colocada, Paris, ganha uma posição e ultrapassa Nova York, daqui em diante 4ª colocada. Moscou, Hong Kong e Madrid mantêm-se respectivamente nas 5ª, 6ª e 7ª posições. A única cidade que melhorou sua colocação de forma notável foi Pequim, passando da 13ª para a 8ª posição.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.