×
Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
25 de mai. de 2018
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Tiffany registra crescimento nas vendas do primeiro trimestre e aumenta sua previsão anual

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
25 de mai. de 2018

A joalheria norte-americana, Tiffany, divulgou resultados financeiros trimestrais muito positivos graças aos clientes americanos e asiáticos, e aumentou sua previsão anual.


Elle Fanning para a Tiffany - Tiffany


As vendas da Tiffany aumentaram em 14,85% para 1.03 bilhões de dólares no trimestre encerrado em 30 de abril, que corresponde ao primeiro trimestre do ano fiscal de 2018/19 da companhia. Os analistas previam vendas de 958,17 milhões de dólares.

Em mesmas lojas, as vendas ​​aumentaram 10%. Os analistas financeiros esperavam um aumento de 4,6%. Esta recuperação foi sentida na maioria das áreas onde a Tiffany está presente.

Na região das Américas, que ocupa a primeira posição em vendas, a receita cresceu 9%, para 425 milhões de dólares, enquanto na região da Ásia-Pacífico, que inclui a China, ela aumentou 28%, para 329 milhões de dólares. O Japão, por outro lado, o crescimento foi de 17% para 151 milhões de dólares.

O lucro líquido aumentou 53,2% para 142,3 milhões de dólares,esultando em lucro ajustado por ação de 1,14 dólar, em comparação com a média de 0,83 centavos estimada pelos analistas.

A Tiffany parece estar colhendo os frutos de seu plano de relançamento, que se concentra principalmente em promoções e linhas de joias com preço acessível, destinada aos millennials.

A empresa também está em processo de renovação de suas lojas para aumentar o fluxo de clientes, algo que pode se materializar nos próximos meses, uma vez que a Tiffany está especialmente otimista em relação aos seus resultados anuais.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.