×
751
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Swatch vê recuperação em 2016 após lucro mergulhar no 1º semestre

Por
Reuters
Publicado em
today 22 de jul de 2016
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Swatch Group disse que espera recuperação no segundo semestre, após o lucro líquido do primeiro cair 52%, indo a 263 milhões de francos suíços, (R$ 869,5 milhões) com menores vendas e ausência de cortes de custos terem atingido a maior relojoeira do mundo.

Coleção Tour de France - Tissot


"Swatch Group prevê um crescimento claro em moeda local no segundo semestre do ano, em relação à segunda metade mais fraca de 2015, e, portanto, um resultado anual mais próximo ou equivalente ao ano anterior", disse a companhia.
 
A companhia suíça fabricante dos relógios Omega e Tissot chocou os mercados de relógios com uma advertência sobre o lucro na semana passada, levando suas ações a caírem abruptamente, mas disse que vai manter a equipe e os investimentos.

A companhia havia advertido os investidores de que o lucro seria, ao menos, de metade após as vendas caírem em Hong Kong e na Europa.
 
Disse ainda que as vendas líquidas do grupo caíram 12,5%, com taxas de câmbio constantes, indo a 3,72 bilhões de francos (cerca de 12.30 bilhões de reais), mas não viu sinais de melhores condições, e salientou que a sua carteira de marcas e sua rede global mantiveram-se bem para alcançar sucesso.
 
"Nas três primeiras semanas de julho, foi obtido um crescimento muito bom na China continental em relação ao ano anterior, principalmente entre as marcas de luxo e prestígio, Breguet, Blancpain, Glashütte Original, Omega e Longines", disse a companhia.
 
A companhia viu uma evolução positiva no sudeste da Ásia e em mercados para se desenvolver positivamente em partes da Europa – particularmente na Itália, Espanha e Grã-Bretanha – enquanto os mercados de França e da Bélgica permaneceriam difíceis.
 
"Fator de crescimento decisivo nos próximos meses será a normalização do turismo em partes da Europa, bem como os desenvolvimentos positivos na China. Por outro lado, os distribuidores terceirizados em Hong Kong ainda estão muito desconfortáveis, o que fará com que novos atrasos ocorram nas encomendas", disse a companhia.
 
O Group Swatch disse que o crescimento na América do Norte e no Japão em moeda local era viável.

© Thomson Reuters 2019 Todos os direitos reservados.

Tags :
Luxo
Relojoaria