×
Por
Terra
Publicado em
14 de jun. de 2012
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Ronaldo Fraga: "somos um bando de ignorantes" sobre a Amazônia

Por
Terra
Publicado em
14 de jun. de 2012

Em dezembro de 2011, Ronaldo Fraga resolveu pular a edição de inverno 2013 do São Paulo Fashion Week e, para comunicar a decisão, escreveu uma carta com a delicadeza e poesia de sempre. De todas as frases escritas naquele e-mail, uma, logo a primeira do texto, foi inesquecível e ainda pairava sobre o desfile do estilista de verão 2013. "Foi só um respiro, como toda marca precisa fazer", esclareceu ele, que pretendia tirar um tempo para 'pensar moda'.


Ronaldo Fraga se inspirou na Amazônia para a coleção - Foto: Juliana Knobel/FFW

"Pensei que é urgente esse desafio do setor, que está na berlinda. O setor precisa sobre uma decisão, um posicionamento sobre um jeito de fazer moda que não cabe mais do jeito que estamos fazendo até aqui", opinou o estilista, que, durante esse 'respiro', arrumou as malas tendo o sudeste do Pará como destino e, de lá, criou a coleção desfilada ontem, tendo Gaby Amarantos, Fernanda Takai, Washington Olivetto, Edgard Piccoli e Marina de la Riva sentados na primeira fila.

"Sempre que eu queria começar esse projeto na Amazônia, chegava a época de fazer um desfile em São Paulo e eu o parava. No início do ano, decidi que eu iria para lá, nem que eu precisasse fazer um desfile por ano ou a cada dois anos. Mas não quero abrir mão do que mais me emociona na moda: a viagem e a pesquisa", explicou.

E a viagem rendeu incríveis frutos, desde colares com sementes da floresta a peças em linho iluminadas por lâmpadas de LED, através da mesma técnica que os figurinos de Gaby Amarantos adoram. "A cultura paraense não se esgota e tem o oxigênio que o nosso tempo precisa. Não só o oxigênio da floresta, mas essa cultura oxigenante, com culinária e história tão sofisticada", elogiou Ronaldo, que não acha que o 'Pará está na moda'.

"Quando me dizem isso, eu respondo: 'depende, a Gaby, por exemplo, já tem 20 anos de carreira. Nós somos um bando de ignorantes, na verdade. Ficamos aqui fechados com relação ao que acontece no Norte. E essa sempre foi a relação do Brasil com a Amazônia", completou.

Em tempo: a 'pausa' ainda permitiu que Ronaldo finalizasse o livro Caderno de Roupas, Memórias e Croquis, que deve ser lançado em Belo Horizonte ainda em julho e em São Paulo, em agosto.

Copyright © 2022 Terra. Todos os direitos reservados.