×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
16 de nov. de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Rochas Homme será gerida sob licença pela Onward

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
16 de nov. de 2017

A incursão da Interparfums na moda foi de curta duração. Durante uma conferência de imprensa, o grupo francês especializado em perfumaria anunciou que porá fim à criação e produção interna da linha de roupas Rochas Homme.
 

Rochas Homme, look da coleção outono-inverno 2017-18
 
A linha, lançada em janeiro passado, passará a ser gerida sob licença, em 2019, pelo Onward Luxury Group, que tem a seu cargo a linha feminina. Um novo diretor artístico deverá suceder no primeiro trimestre de 2018 à designer Béatrice Ferrant, que havia sido recrutada há pouco mais de um ano para lançar esta coleção internamente. Ferrant foi retirada do cargo após uma temporada, com a Interparfums optando por se concentrar no seu negócio principal.
 
Quando a Interparfums comprou, em 2015, a marca parisiense fundada em 1925 por Marcel Rochas, a atividade do prêt-à-porter feminino já estava sendo gerida sob licença pela filial europeia do grupo japonês Onward, com direção artística do italiano Alessandro Dell’Acqua. A linha de vestuário masculino, por seu lado, estava ativa apenas através de uma licença limitada à América Latina.

Em 2016, o grupo liderado por Philippe Benacin decidiu embarcar num projeto global de roupa masculina, convidando Béatrice Ferrant e criando uma estrutura interna com meia dúzia de pessoas, entre o estúdio e a equipe comercial. No total, foram investidos cerca de 2 milhões de euros nesta operação.
 
No entanto, após uma primeira coleção outono-inverno 2017-18, que propõe um guarda-roupa urbano luxuoso e conseguiu seduzir a imprensa e quinze varejistas multimarca de alga gama, e da abertura de uma pop-up store em Paris, na rue Saint-Honoré, em junho, o grupo decidiu suspender a linha, sem chegar a lançar a coleção para o verão 2018.
 
“A moda é claramente um mercado difícil, muito diferente dos perfumes, sobretudo ao nível do varejo. Para um pequeno projeto como este, os esforços e investimentos envolvidos foram muito elevados em comparação com uma rentabilidade muito limitada, a menos que se conte com várias marcas”, explica o porta-voz da Interparfums à FashionNetwork.com.
 
“Apesar de estarmos satisfeitos com a coleção e o trabalho desenvolvido, decidimos mudar o dispositivo para voltarmos a concentrar-nos naquilo que melhor sabemos fazer. No entanto, o projeto ajudou a impulsionar a linha para homem da Rochas, que continuará com a Onward”, conclui.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.