×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
6 de set. de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Richard René é o novo diretor artístico da Guy Laroche

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
6 de set. de 2017

Mudança surpresa na Guy Laroche. A marca anunciou Richard René como seu novo diretor artístico. Ele substitui o estilista americano Adam Andrascik, que assumiu as rédeas da marca parisiense de moda em 2015. Guy Laroche, que apresentará sua coleção primavera-verão 2018 no dia 27 de setembro em Paris, disse que inicia "um novo capítulo em sua história".
 

Richard René - Guy Laroche


Segundo a marca, a nova contratação demonstra "uma evolução que permite que ela se reafirme como uma grife contemporânea, mas também se reconecte aos seus fundamentos: luxo refinado, exigência por corte impecável, gosto pelo inesperado, e espírito livre. Tantos valores que ressoam com o universo do criador", ressaltou a marca em um comunicado.

Como seu antecessor, Richard René é pouco conhecido do público em geral. Anteriormente, ele trabalhou para a marca de moda praia, Vilebrequin, onde atuou como diretor criativo, enquanto fazia consultoria para outras marcas.

René Richard se formou no LISAA - L'Institut Supérieur des Arts Appliqués (Instituto Superior de Artes Aplicadas), em Paris,  e iniciou sua carreira na Hermès como assistente da diretora de coleções. Três anos depois, em 1997, ele se juntou à Jean Paul Gaultier, onde passou grande parte de sua carreira, inicialmente como responsável pelas coleções de artigos de couro, antes de se tornar o assistente do estilista no desenvolvimento das coleções de alta-costura.
 
Após sete anos, com a obtenção do prêmio do Festival de Hyères, em 2004, bem como outros três prêmios, ele iniciou carreira solo com sua marca Richardrené, cujas coleções eram apresentadas durante a Semana de Alta-Costura, em Paris. Em 2010, ele deu uma pausa à sua marca e retornou à Jean Paul Gaultier, onde ficou até 2011.
 
"Cresci com a maison Guy Laroche, que simboliza para mim uma forma de luxo e de liberdade", diz o designer, adepto de uma moda radical, que se destaca pelo rigor minimalista e cortes sofisticados.
 
"Guy Laroche era um couturier audacioso, um precursor, e ele vivia muito livremente, assim como as mulheres que ele vestia. Este é o espírito que eu quero provocar novamente nesta marca, e isso me parece mais atual do que nunca", comentou o estilista.
 

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.