×
Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de ago de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Puma pode oferecer um novo emprego a Usain Bolt

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
5 de ago de 2017



A Puma pode contratar o superatleta jamaicano Usain Bolt para dirigir a sua divisão do Caribe quando ele se aposentar do atletismo, informou o diretor da empresa alemã de roupas esportivas na quinta-feira (3).


Bolt no Campeonato Mundial de 2015 em Pequim. - Photo: Puma


"Usain Bolt pode ser ainda mais importante para nós quando ele parar de correr", disse o executivo Bjorn Gulden ao jornal Handelsblatt em uma entrevista. "Eu consigo visualiza-lo administrando nossos negócios no Caribe”.

Gulden já havia dito anteriormente que Bolt, que é patrocinado pela Puma desde os 15 anos, poderia ser tão valioso para a marca fora da pista quanto dentro dela, pois, segundo ele, o atleta teria mais tempo para o desenvolvimento de produtos.

A maior rival da Puma, a Nike, construiu uma marca multibilionária com o ex-jogador de basquete, Michael Jordan, e a Adidas ainda usa o ex-jogador de futebol inglês, David Beckham, para promover seus produtos.

Bolt vai realizar as suas últimas corridas no Campeonato Mundial de Atletismo em Londres nesta semana e na próxima, com a meta de vencer seu quarto título nos 100m e seu quinto nos 4x100m.

O atleta, que completará 31 anos no final deste mês, disse no início desta semana que está ansioso para iniciar um novo capítulo em sua história. "Vai ser difícil, pois a pista e campo têm sido tudo para mim desde os 10 anos e foi uma loucura até agora, mas veremos onde a vida vai me levar".

Usain Bolt pretende continuar próximo do atletismo e está mirando algum papel de embaixador itinerante para inspirar os jovens do mundo a se envolverem em um esporte que ele diz estar em alta, após um período no “fundo do poço” com o escândalo de doping na Rússia há dois anos.

© Thomson Reuters 2021 All rights reserved.