×
892
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Primark com vendas em alta

Por
Portugal Textil
Publicado em
today 11 de jul de 2017
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Com as vendas em alta, crescimento no Reino Unido e rede de lojas em expansão, a marca detida pela Associated British Foods (ABS) tem razões para sorrir.

Archiv


A performance da Primark foi descrita pela ABS como «forte», particularmente no terceiro trimestre do corrente exercício fiscal, revelando que os lucros foram impulsionados pela força do Reino Unido como mercado e pelos resultados dos novos espaços comerciais nos EUA.

As vendas da Primark para o ano até à data deram um salto de 13% em relação ao exercício anterior em moeda constante, impulsionadas pela expansão da cadeia de lojas no retalho e também pelo crescimento das vendas nos pontos existentes.

As vendas cresceram 21% às taxas de câmbio reais, uma vez que a retalhista continuou a beneficiar da quebra da libra esterlina.

Enquanto isso, o crescimento das vendas nas últimas 16 semanas foi de 15% em moeda neutra e 21% às taxas de câmbio reais.

O crescimento do terceiro trimestre foi «particularmente forte». A Primark esteve «particularmente bem» no Reino Unido, onde as vendas do ano fiscal estão 9% acima, e continuou a aumentar a quota de mercado no vestuário, segundo a empresa.

O boom das lojas

O espaço médio global de venda a retalho aumentou 13% em relação ao ano anterior, para 339 lojas.

O terceiro trimestre foi ainda um dos períodos de expansão mais significativos com 10 novas lojas Primark abertas no Reino Unido, Espanha, Bélgica, Holanda, Itália e EUA.

Até ao final deste ano financeiro, a Primark espera somar mais quatro lojas no mercado do Reino Unido e inaugurar o quarto ponto de venda italiano, na cidade de Verona.

Charlotte Pearce, analista de retalho da GlobalData, afirmou que «embora retalhistas como a New Look e a Matalan estejam a perder quota no mercado de vestuário em 2017, a quota de mercado da Primark deverá crescer em 0,2%, para 6,6%, mantendo a sua posição como número três no sector do vestuário».

No entanto, nem tudo é positivo. A margem de lucro operacional de 10% do primeiro semestre diminuiu em relação aos 11,7% do ano anterior, refletindo a força do dólar norte-americano nos custos, referiu a ABS.
Para a empresa, as receitas totais cresceram 10% no atual ano fiscal.

Copyright © 2019 Portugal Têxtil. Todos os direitos reservados.