×
751
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Première Vision lança o Première Vision Istambul

Publicado em
today 20 de jan de 2014
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

De 29 a 31 do próximo mês de outubro, o salão francês do têxtil terá sua primeira edição turca. Uma edição de lançamento que deve receber uma centena de empresas e algumas milhares de visitantes. Um nascimento acompanhado da interrupção do Première Vision Moscow.

Foto: AFP


O salão da maior cidade turca está sendo organizado por uma empresa criada para este fim, tendo 51% de sua participação nas mãos da Première Vision S.A. e os outros 49% pertencentes à CNR Holding. Esta última conduzia até então o salão Texbridge, que interrompe agora suas atividades em benefício do Première Vision Istambul.

A CNR Holding, empresa líder de salões na Turquia, é a administradora do parque de exposições CNR Expo Istanbul. Parceira do Texbridge, a associação Utib continuará a oferecer seu apoio à nova mostra.

A escolha de Istambul decorre não apenas do crescente papel da Turquia no fornecimento têxtil, de seu mercado, mas também de seu alcance internacional, da importante oferta aérea e de sua oferta hoteleira. “Mesmo que a Turquia não tenha, por enquanto, operações desse tipo, este é um lugar que, historicamente, sempre foi um ponto nevrálgico na região”, destaca Philippe Pasquet, presidente do conselho administrativo da Première Vision.

O objetivo é atrair tanto os profissionais da Europa Oriental, quanto do Oriente Médio e da Ásia Menor. Tudo isso, aproveitando da notoriedade da Première Vision, que vem reforçando progressivamente sua presença turca em Paris, até alcançar os 1.400 visitantes profissionais nas últimas edições.

A oferta reunirá tecidos, fios, acessórios e ainda desenhos. Ela também contará com informações de moda. Ainda está prevista uma seleção de expositores para apresentar uma oferta de qualidade, decerto para um posicionamento um pouco mais amplo que em Paris, mas de qualidade segundo Philippe Pasquet. “Não estamos só em busca do low-cost”, afirma. Um grupo de seleção específico será encarregado de selecionar os expositores. “Importadores e atacadistas serão excluídos”, aponta Philippe Pasquet. O encontro ocorrerá duas vezes por ano, em março e em outubro. Em 2015, estão desde já programadas uma edição de 18 a 20 de março e outra de 14 a 16 de outubro.

Um mercado bastante cobiçado

A Turquia é o 3º fornecedor da União Europeia em matéria de vestuário. Nos nove primeiros meses de 2013, cerca de 6,52 bilhões de euros em mercadorias foram enviados para o Velho Continente (+2%). O país é, além do mais, o segundo fornecedor têxtil da UE, atrás da China e à frente da Índia, com 3,03 bilhões de euros de bens comprados pela Europa (+11%). O país tem por objetivo atingir daqui para 2023 os 60 bilhões de dólares de exportações de têxteis-vestuário.

Crescimento e ambições que há muito tempo chamam a atenção dos organizadores de salões. Desde setembro de 2011 a Première Vision tem aberto um escritório na ex-Constantinopla. Na época, nenhum salão local era oficialmente projetado, em especial por conta da proximidade geográfica com Paris.

Por fim, o anúncio de um salão turco ocorre um mês depois do anúncio de outra empresa organizadora, a Messe Frankfurt, que vai lançar, em novembro, uma edição de seu salão parisiense do têxtil, o Texworld, no Lütfi Kırdar International Convention & Exhibition Center.

Première Vision Moscow suspenso

Para oferecer todas as probabilidades de sucesso a Istambul, a Première Vision põe um fim em sua aventura moscovita. Esta última buscava um mercado russo com potencial. “Mas, para justificar uma mostra duradoura, precisamos de uma zona de influência suficientemente grande. Porém a indústria russa sofreu muito em 2009 e está voltando a subir muito lentamente a ladeira que desceu”, explica Philippe Pasquet. Por isso, a 15ª edição da mostra, que ocorreu de 25 a 26 de setembro de 2013, foi a última. Ela reuniu 40 expositores internacionais e teve uma alta de 25% na visitação.

Para Philippe Pasquet, o encontro moscovita foi uma formidável ferramenta de promoção para a Première Vision, com a multiplicação dos visitantes russos nos corredores da edição parisiense.

Jean-Paul Leroy e Matthieu Guinebault

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.