×
848
Fashion Jobs
CAEDU
Gerente de Grupo Produto - Infantil
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Supervisor de Vendas - Barueri
Efetivo - CLT · Barueri
STUDIO Z
Coordenador de Planejamento Comercial
Efetivo - CLT · FLORIANÓPOLIS
GRUPO MEIA SOLA
Gerente de Marketing
Efetivo - CLT · FORTALEZA
GRUPO BOTICARIO
Executivo de Vendas ii (São Paulo)
Efetivo - CLT · São Paulo
LULITEX COM IMP EXP LTDA
Auxiliar Comercial
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas Pleno - Treinamento e Desenvolvimento
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO LUNELLI
Analista de Gestão de Pessoas - Assistente Social
Efetivo - CLT · Guaramirim
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - Quem Disse, Berenice?
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
CAMICADO
Supervisor de Vendas e Operação de Loja - Brasília
Efetivo - CLT · Brasília
RENNER
Encarregado de Logistica E-Commerce
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Lojas - o Boticário
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
GRUPO BOTICARIO
Product Owner E-Comm
Efetivo - CLT · Curitiba
IBRANDS
Líder de Logística
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Analista Gestão de Riscos Csc pl
Efetivo - CLT · Curitiba
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
AVON
Comprador Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral
RENNER
Supervisor de Vendas | Rio Verde
Efetivo - CLT · Rio Verde
RENNER
Supervisor de Vendas| Imperial Shopping - Imperatriz ma
Efetivo - CLT · Imperatriz
RENNER
Supervisor de Vendas| Shopping Golden Calhau - São Luís
Efetivo - CLT · São Luís
RENNER
Supervisor de Vendas| São Luís Shopping
Efetivo - CLT · São Luís

Pitti Uomo abre sua 90ª edição com certo otimismo

Publicado em
today 14 de jun de 2016
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O Pitti Uomo abriu esta terça-feira em Florença puxado por uma bela efervescência, a despeito de um clima chuvoso e instável, a exemplo da atual conjuntura econômica.
 
Com 1.222 marcas oriundas de cerca de trinta países, das quais 539 estrangeiras, ou seja, 44,1%, quase um entre dois expositores, o salão de moda masculina de referência anuncia uma edição recorde com a presença de grandes nomes da moda, como Karl Lagerfeld e Raf Simons, para citar apenas os mais conhecidos.

Uma multidão compacta se apressou para ir ao Pitti Uomo já no primeiro dia do evento. - Pitti Immagine


"Nós estamos em nossa 90ª edição, ou seja, uma longevidade de 45 anos, provavelmente uma das mais longas para um salão. Quando lançamos o Pitti Uomo em 1972, havia 43 expositores e 526 compradores, dos quais 98 estrangeiros. Hoje esperamos 30.000 visitantes, desses 20.000 compradores entre os quais 41% são provenientes do exterior", lembra Gaetano Marzotto, presidente da empresa organizadora do salão florentino, Pitti Immagine, durante a cerimônia de abertura do evento.
 
"A competição está ainda mais forte entre as diferentes capitais da moda, o que deve nos levar a fazer sempre melhor", adverte Claudio Marenzi, presidente da SMI, organização patronal que reúne os industriais da moda e do têxtil italianos.

O volume de negócios da moda masculina italiana para 2015 foi menos brilhante em relação às estimativas que haviam sido feitas, com um crescimento de 1,4% face aos 3% esperados, com 8.9 bilhões de euros (cerca de 34.8 bilhões de reais).
 
"Sem contar que o saldo da nossa balança comercial está em queda com 1.6 bilhão de euros", observa ainda Claudio Marenzi, que aponta em particular o colapso do mercado russo, que levou as exportações italianas a recuarem 34% no ano passado.
 
"Este ano e 2016 será complicado, e não apenas para a Itália. Há uma gigantesca incerteza em relação ao futuro, daí a multiplicação de movimentos de populismo, que correspondem a uma rejeição da modernidade", acrescenta o ministro italiano da Indústria e do Desenvolvimento Econômico Carlo Calenda.

O ministro da Economia Carlo Calenda durante a inauguração do Pitti Uomo. - Pitti Immagine


"Esta perspectiva, temos de repeli-la inovando, estabelecendo estratégias coerentes e continuando a investir de uma forma dirigida. Em especial no mercado americano, a América profunda, mas também no Canadá", reitera o dirigente.
 
"Precisamos parar com os elementos folclóricos! Não podemos permitir que os compradores venham à Itália 25 vezes por ano, mas uma ou duas vezes no máximo. É por isso que vamos apresentar em 2017 um sistema de salões e de eventos ligados à moda , por fim, unificado entre todos os atores do segmento têxtil e do vestuário", promete.
 
"Não podemos repousar sobre os louros. Temos de renovar a cada instante a fim de nos preparar para enfrentar uma competição internacional ainda mais difícil e instável. O Pitti Uomo, que representa a excelência do Made in Italy, tem de oferecer a cada temporada novos conteúdos e projetos", conclui o dirigente.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.