×
894
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Natura anuncia novas projeções

Publicado em
today 20 de abr de 2018
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

A empresa brasileira Natura Cosméticos S.A. divulgou em um comunicado na sexta-feira (20) suas novas projeções, que consideram a integração da marca britânica The Body Shop, adquirida da francesa L’ Oréal por 1,1 bilhão de dólares em junho do ano passado. Para 2022, o grupo prevê um EBITDA consolidado de cerca de 3,1 bilhões de reais e uma receita líquida consolidada de 17,2 bilhões de reais. Segundo a Natura, as demais projeções permanecem inalteradas.


A Natura retomou a liderança no mercado de cosméticos e cuidados pessoais do Brasil - Natura


Para a nova previsão de receita liquida consolidada, a empresa, proprietária das marcas Natura, Aesop e The Body Shop, considerou o crescimento do mercado global de beleza e cuidados pessoais, estimado em 5,3% ao ano em dólares até 2022, conforme projeções da consultoria Euromonitor; a expansão da operação da Natura no Brasil e em outros países, suportada pela expansão do canal de venda direta e aumento da produtividade das consultoras de vendas, além da expansão da rede de lojas e das vendas por internet; o plano de reestruturação da The Body Shop no mundo; e a expansão das lojas próprias e outros canais da marca global Aesop.

Para a nova projeção de EBITDA consolidado, o grupo considerou a menor relação das despesas operacionais com vendas e administrativas; as oportunidades de economia resultantes do programa de compras global, baseado no mapeamento dos potenciais ganhos de escala decorrentes dos volumes de compra do grupo em categorias como logística, serviços de terceiros, matérias-primas, embalagens, tecnologia da informação e outros.

No comunicado, João Paulo Brotto Gonçalves Ferreira, Diretor Presidente, Financeiro e de Relações com Investidores da Natura ressaltou que as projeções são "meras estimativas da administração da companhia, e estão sujeitas a riscos e incertezas, e de forma alguma constituem promessa de desempenho". "Estas expectativas dependem das condições do mercado e do cenário econômico brasileiro e dos países em que operamos e dos setores em que atuamos. Qualquer alteração na percepção ou nos fatores acima descritos pode fazer com que os resultados concretos sejam diferentes das projeções”, completou.

Em 2017, o grupo, que passou a operar a partir de fevereiro deste ano sob o novo nome corporativo, Natura & Co, teve lucro líquido de 670,3 milhões de reais, um aumento de 117,5% em relação ao ano anterior, e crescimento de 24,5% na receita líquida para 9.852,7 milhões de reais, sendo +7,2% para 11.667,5 milhões de reais em moeda constante. O EBITDA consolidado de 2017 aumentou 29,6% para 1.741 milhões de reais, sendo + 13,9% para 1.783,2 milhões de reais em moeda constante.

Na segunda-feira, 16 de abril, o jornal Valor informou que a Natura voltou a recuperar a liderança no mercado brasileiro de cosméticos e cuidados pessoais, com 11,7% de participação. A Unilever é a segunda colocada com 11,1%, e o Grupo Boticário o terceiro, com 10,8%.
 

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.