×
Publicado em
29 de abr. de 2016
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Max Mara deve terminar 2015 em alta

Publicado em
29 de abr. de 2016

Max Mara teria terminado o ano de 2015 de maneira positiva "com um leve crescimento entre 5 e 10% em todas as frentes", aponta o dirigente do grupo de moda italiano, Luigi Maramotti, nas colunas do cotidiano milanês MF Fashion.
 
Em 2014, o grupo, que detém 19 etiquetas e mais de 2.400 lojas disseminadas em 100 países, havia realizado um volume de negócios de 1.34 bilhão de euros (5.31 bilhões de reais), dos quais 60% de exportações.

A bolsa Whitney de Max Mara


Um dos principais projetos da Max Mara é o desenvolvimento digital. "A Web é um território no qual é preciso investir. Nós criamos há quatro anos uma startup interna para administrar as nossas plataformas e o nosso e-commerce, que representa hoje entre 5 e 10% das nossas vendas totais", declara ainda Luigi Maramotti, anunciando o lançamento na próxima primavera no Hemisfério Sul de um site de vendas dedicado à Sportmax.
 
O grupo está presente em especial nos Estados Unidos com as marcas Max Mara e Marina Rinaldi. Ele ogranizou um jantar de gala em Nova York em 26 de abril para celebrar o primeiro aniversário da sua it bag dedicada ao Whitney Museum of American Art em Nova York, a Whitney Bag lançada em abril de 2015.

Esta bolsa foi realizada pela Max Mara e pela Renzo Piano Building Workshop por ocasião da abertura do novo edifício do museu no Meatpacking District.
 
Outro mercado importante para Max Mara, a China. A grife vai aí organizar um grande evento em dezembro, tendo em especial um desfile da sua pré-coleção para o outono 2017 em Xangai.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.