×
Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
30 de jan de 2018
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Luxottica teve aumento nas vendas em 2017, impulsionadas por Brasil, Europa, e América do Norte

Por
AFP
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
30 de jan de 2018

Milão, 29 de janeiro de 2018 (AFP) - O grupo italiano Luxottica, líder mundial em óculos high-end, que deve se fundir com a empresa francesa Essilor, anunciou na segunda-feira que registrou um aumento de 0,8% nas vendas em 2017 e confirmou suas previsões para o ano.


Ray Ban


O aumento das vendas à taxas de câmbio constantes totalizou 2,2%, para 9,157 bilhões de euros, um pouco melhor do que o esperado pelo consenso de analistas da Factset Estimates, que era de 9,148 bilhões de euros. A Luxottica já havia anunciado que esperava um aumento em seu volume de negócios à taxa de câmbio constante.

Somente no quarto trimestre, as vendas caíram 2,3% para 2.093 bilhões de euros, em particular devido à forte valorização do euro em relação ao dólar. À taxas de câmbio constantes, as vendas aumentaram 4,3%. Esse aumento foi impulsionado pelo "desempenho positivo dos negócios na Europa, América do Norte, Austrália e Brasil", afirmou o grupo em um comunicado.

A Luxottica confirmou seus objetivos para o ano, com um forte crescimento em seu lucro líquido ajustado, ressaltando a solidez da política que iniciou. A empresa publicará seus resultados definitivos em 26 de fevereiro. O CEO da Luxottica, Leonardo Del Vecchio, especificou que "o grupo confia que o crescimento continuará nos próximos doze meses".

A Luxottica deve se integrar este ano à Essilor,  líder mundial em lentes oftálmicas, para formar um líder mundial em ótica com uma capitalização de mercado de mais de 50 bilhões de euros. A futura entidade, com sede nos subúrbios de Paris, onde a Essilor já está estabelecida, terá um volume de negócios de mais de 15 bilhões de euros e mais de 140 mil funcionários em todo o mundo.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.