×
Publicado em
16 de nov de 2011
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Louboutin, o mago dos sapatos

Publicado em
16 de nov de 2011

Em São Paulo para o seminário IHT Hot Luxury, o designer de sapatos Christian Louboutin – famoso pelos solados vermelhos – recebeu a imprensa no shopping Iguatemi, onde lançou e autografou alguns exemplares do livro que celebra seus 20 anos de carreira. Repleto de imagens de Phillippe Garcia e David Lynch, a publicação tem ainda prefácio escrito por John Malkovich.


Louboutin em sua loja no Shopping Iguatemi - Foto:Reprodução

“Eu adoro criar sapatos, adoro a atmofera artesanal que a produção envolve. Nos últimos 20 anos, a essência do meu trabalho não mudou”, disse ele. “A altura dos saltos sim! Lembro que os primeiros pares já pareciam altos na época, mas os de hoje são o dobro daqueles!”

Além de sapatos, o designer também contou que adora dançar a ver filmes indianos. “Para mim, a indústria de Bollywood é inspiradora como Hollywood na década de 1950”, disse. “Adoro as músicas, cores, a pesquisa dos temas e as mulheres, que são belíssimas.”

“Inauguramos uma loja exclusivamente masculina em agosto deste ano, um mês difícil em Paris, e ela foi muito bem sucedida”, disse. “Os brasileiros viajam e gostam dos modelos. Na nova loja, vamos dispor os sapatos femininos em um ambiente diferente dos masculinos, senão há um conflito de tamanhos e imagens", finalizou.

Louboutin confirmou que em 2012 vai inaugurar mais uma loja da marca em São Paulo, dessa vez, no shopping Cidade Jardim. Lá, pretende dedicar mais espaço para a sua linha masculina de sapatos e sneakers.

Durante o seminário abordou temas como a ação que move contra a grife YSL: ”Estamos no meio de um processo. Eu não quero ser dono de uma cor como a Tiffany ou a Hermès, mas o vermelho virou minha assinatura desde 92, quando criei. Foi natural.”

”Eu só queria desenhar belos sapatos para mulheres, eu não sabia nada de negócios. As coisas aconteceram naturalmente, eu deixei fluir. Já vendi 755 mil pares. Muito menos que as Havaianas. Tenho uma pequena produção.” Elogiou o desenvolvimento das sandálias Havaianas (a palestra da presidente do grupo Alpargatas tinha acontecido) mas frisou que seus sapatos não podem ir na mesma direção pois sendo ele detalhista, precisa olhar para os produtos e sentir feliz com eles.

”Comecei a fazer sapatos masculinos porque era um desafio. Os clientes disseram que as namoradas ficaram empolgadas ao saber que eles também usariam Louboutin. Essas novas criações acabam sendo uma extensão natural do que eu fazia.”

"Quando desenho um sapato penso num mulher nua, nem lembro da roupa!" E comentou que ”Helmut Newton fez belas fotos de mulheres nuas de sapato. O sapato não veste a mulher, ele não elimina a nudez, como um chapéu. O salto destaca as curvas de uma mulher e a deixa na posição do orgasmo."

A plateia riu e aplaudiu.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.