×
Por
AFP
Publicado em
1 de ago. de 2016
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

L'Oréal: queda de 21,4% do lucro líquido no 1º semestre

Por
AFP
Publicado em
1 de ago. de 2016

A gigante francesa dos cosméticos L'Oréal publicou um lucro líquido em forte retração no primeiro semestre em relação ao período do ano anterior, em razão das depreciações em duas de suas marcas, mas confirma suas previsões para 2016.


O lucro líquido despencou 21,4% no primeiro semestre em relação a um ano, indo a quase 1.48 bilhão de euros (5.39 bilhões de reais), segundo um comunicado.
 
Envolvidos, depreciações de ativos intangíveis de um total de 427 milhões de euros passados no segundo trimestre em suas marcas Clarisonic e Magic, cujos desempenhos recentes "não foram à altura das expectativas", explicou o grupo. Essas depreciações, no entanto, não tiveram impacto na tesouraria" e "o interesse estratégico dessas duas marcas segue intacto", destaca a L'Oréal.

O grupo aposta ainda em um "novo ano de crescimento do volume de negócios e dos resultados", segundo seu CEO, Jean-Paul Agon, citado no comunicado, sem fornecer previsões em números.
 
O CEO reiterou, por outro lado, sua "confiança" quanto à capacidade do grupo de "superar o desempenho" no mercado mundial da beleza, graças ao modelo "equilibrado" da L'Oréal, que é "mais do que nunca sua força", segundo ele.
 
No segundo trimestre, o volume de negócios do grupo totalizou 6.34 bilhões de euros (23.08 bilhões de reais), em retração de 0,6% em dados publicados, mas em alta de 4,3% em base comparativa e taxas de câmbio constantes. Este crescimento é, no entanto, inferior às expectativas dos analistas.
 
Sua atividade em base e taxas de câmbio constantes avançou na América do Norte e em todos os mercados emergentes no segundo trimestre, mas o crescimento na Europa Ocidental foi fraco, penalizado pelo mercado francês, segundo o comunicado.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.