×
892
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Isabel Henao, narradora de histórias através da moda

Por
Europa Press
Publicado em
today 10 de nov de 2015
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Bogotá (Notimérica) – A designer colombiana Isabel Henao começou no mundo da moda aos seis anos, quando decidiu fazer vestidos para suas bonecas porque não gostava dos que vinham com elas. Desde então, esta jovem designer não parou de ascender no mundo da moda, tornando-se uma referência para a moda colombiana.

Peça da coleção 'Pietra' de Isabel Henao, primavera-verão 2015/2016 - Foto: Isabel Henao


Nascida em Bogotá, ela se graduou com honras no Mestrado em Desenho de Modas do prestigioso Instituto Marangoni de Milão, Itália. Desde a sua primeira coleção em 2002, ela não parou de colher êxitos, desfilando nas Semanas da Moda de Milão, Madri, Collection Premiere Moscow e Colombiamoda, além de compartilhar palcos com Carolina Herrera ou Agatha Ruiz de la Prada.
 
Numa entrevista ao diário 'El Colombiano', Henao se define como "uma mulher afortunada: mãe, esposa, narradora de histórias através da moda e fã da natureza".

Quando fala de inspiração, a criadora assegura que "o que a inspira são a natureza, a vida, a arte e as mulheres para quem criamos. Tudo começa com uma sensação de conexão e, de maneira intuitiva, desenvolvemos esses 'diálogos' com as telas, com a cor, com o corpo".
 
Além disso, ela indica que o processo de criação engloba toda a equipe, da qual se sente mais que orgulhosa. "Sem cada uma dessas mãos nada poderia existir. Somos oito pessoas que trabalhamos para nossas mulheres no ateliê em Bogotá".
 
Henao fala que, em algum momento da sua vida, gostaria de ser florista, uma vez que as flores a encantam. "Espero que seja o meu ofício em algum momento da vida".

Isso demonstra sua paixão pela arte e natureza, uma vez que procura em cada peça que desenha impregnar sua sensibilidade artística. A pesquisa têxtil e as formas orgânicas são seu selo. "Amo o chá, a tradição ao tomá-lo, o ritual, o mundo de sabores e viagens sensoriais que podem vir numa xícara. Coleciono o chá que vou encontrando por aí ou que amigos amorosos me trazem. É um presente de inspiração sensorial!
 
"Por último, a criadora de moda não esquece que, para chegar a algo, é preciso trabalhar constantemente, "não é preciso deixar-se levar pelo ego criativo" e, sobretudo, é preciso "entender a importância do trabalho em equipe".

Copyright © 2019 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.