×
Publicado em
27 de out. de 2014
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Intertextile Shanghai será um "mega salão" já em 2015

Publicado em
27 de out. de 2014

O grande encontro chinês do têxtil festejou de 20 de outubro ao dia 23 os seus 20 anos de existência. Uma celebração que ocorre mo início de uma nova mutação, uma vez que Xangai tem se tornado o endereço privilegiado dos salões do setor asiático.

O imponente Shanghai New Exhibition Center - Foto : MG


Coorganizado pela empresa alemã Messe Frankfurt e pela Câmara de Comércio Chinesa do Têxtil (CCPIT Tex), o encontro exibe com orgulho as suas duas décadas. Lançado com 131 expositores e 7.000 visitantes, o salão reúne agora mais de 3.800 empresas e atrai 70.000 compradores de uma centena de nacionalidades diferentes.

A contar de 2015, o Intertextile e o seu vizinho dedicado aos fios e fibras, Yarn Expo, serão ainda maiores. Assim, os encontros deixam o Shanghai New International Expo Center para se instalar no China Expo Complex de Xangai. Um dos maiores espaços de exposição do país, construído em forma de trevo de quatro folhas.

Mas o Intertextile não conta apenas com a sorte. Na verdade, o grande salão chinês do vestuário, Chic, será o seu companheiro tendo data e endereço comuns já em 2015. O encontro do vestuário, rebatizado de China International Fashion Fair, deixa assim Pequim e quer reunir 2.000 marcas, das quais 500 estrangeiras.

Além do mais, para concentrar os seus esforços, a Messe Frankfurt está pondo um fim ao Interstoff Asia Essential no seu formato atual. Com isso, a mostra de Hong Kong vai ver a sua oferta integrar a esfera de ação do Intertextile, “a joia do portfólio da Messe Frankfurt”, segundo o vice-presidente dos salões têxteis da Messe Frankfurt, Olaf Schmidt.

Dessa maneira, um “mega evento” do têxtil/vestuário nascerá em Xangai, para o responsável. Na sua esteira, ocorrerão outros encontros do setor, tais como o Première Vision ou o Shanghai Moda Lingerie. Bem consciente de ter criado um cluster ao repatriar a sua edição primaveril de Pequim para Xangai, os organizadores do Intertextile desejam agora capitalizar tanto na riqueza como na qualidade da oferta.

“Haverá sinergia entre os salões tanto em matéria de moda como em visitação”, Olaf Schmidt. “Isso vai ter um impacto sobre o Intertextile. (...) O que conta para nós é que os nossos clientes estejam satisfeito. E se eles estiverem, todo mundo sai ganhando”.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.