×
Por
Ansa
Publicado em
4 de ago. de 2014
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

H&M é líder no uso de algodão biológico

Por
Ansa
Publicado em
4 de ago. de 2014

Roma (ANSA) – A cadeia de roupas sueca H&M está novamente no topo da lista dos maiores utilizadores de algodão biológico certificado no mundo. A informação foi divulgada pelo Organic Cotton Market Report 2013, da Textile Exchange.

Com um aumento de 29% no último ano, a H&M reafirma a sua posição de líder. Em 2013, um volume de 10,8% do algodão utilizado pela empresa de moda sueca era classificado como biológico, assinalando um crescimento em relação ao índice de 7,8% de 2012.

Grande parte das roupas da H&M utiliza algodão biológico. Foto: Ansa


A H&M já havia estado em primeiro lugar na classificação em 2010 e 2011 e, em segundo lugar, em 2012. Todo o algodão biológico utilizado pela cadeia sueca é certificado por organismos independentes. Todas as peças de vestuário que possuem pelo menos 50% de algodão biológico em sua composição são assinaladas de maneira clara e reconhecidas com uma etiqueta especial.

O Better Coton é um algodão cultivado de forma a reduzir o impacto no ambiente local e a melhorar as condições de vida dos agricultores e da sua comunidade. A H&M está ativamente envolvida com a iniciativa Better Cotton Initiative (BCI).

Entre 2011 e 2013, a H&M investiu 2 milhões de euros no Fast Track Program do BCI, para garantir que os agricultores possuam o know-how necessário para o cultivo da espécie. Até o momento 300 mil agricultores foram formados.

No início deste ano, a H&M lançou os primeiros produtos feitos com algodão reciclado, gerado por fibras têxteis de peças levadas às lojas pelos consumidores. A cadeira é a primeira empresa do mundo a lançar um projeto de captação global de roupas usadas, com o intuito de fechar o ciclo de produção têxtil.

"Estamos realmente orgulhosos com o resultado, fixamos um objetivo claro para incrementar sempre mais a cota de algodão biológico certificado. Isso faz parte de nossa estratégia para chegar a utilizar somente algodão proveniente de fontes mais sustentáveis até 2020", afirmou Henrik Lampa, gerente de sustentabilidade da H&M.

Copyright © 2021 ANSA. Todos os direitos reservados.