eBay planeja expansão na Rússia apesar de sanções

Moscovo (Reuters/EP) – O eBay anunciou que planeja uma expansão na Rússia, ainda sua maior prioridade entre os mercados emergentes mesmo que o país enfrente cada vez mais sanções do Ocidente devido à crise na Ucrânia.

O anúncio do eBay veio mesmo apesar de a Rússia ter recentemente aprovado uma lei que força companhias de Internet a armazenar dados pessoais de cidadãos russos em servidores nacionais, na medida em que o governo se prepara para reduzir o preço mínimo a partir do qual se aplicam tarifas sobre pacotes internacionais, buscando apoiar varejistas locais com operações na web.

A vice-presidente do eBay, Wendy Jones, que supervisiona a expansão global da empresa, disse em coletiva de imprensa em Moscou na quarta-feira (23) que a companhia ainda espera crescer agressivamente na Rússia. No momento, ela assinava um memorando de entendimento com o chefe do serviço postal russo.

"A Rússia era ... e ainda é hoje a prioridade número 1 de mercado do eBay, para expansão global, e é por isso que estamos aqui hoje, para continuar a acelerar e melhorar os serviços que podemos oferecer a nossos consumidores", disse Jones. "Queremos expandir um negócio doméstico aqui, além de continuar a acelerar o crescimento de importações. Temos grandes ambições para este mercado", reiterou Jones.

Em 2012, as vendas do eBay na Rússia cresceram 45%, chegando aos 425 milhões de dólares, data na qual o portal de vendas a retalho contava com quase 1 milhão de consumidores.

A Rússia faz parte da estratégia do eBay de expandir a sua presença global crescendo em mercados emergentes. A companhia disse no ano passado que buscava aumentar as vendas em mercados como Brasil, China, Índia e Rússia em quatro vezes os níveis da época no prazo de três anos.

Copyright © 2019 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.

Distribuição
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER