×
Publicado em
22 de fev. de 2016
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Desigual teria visto uma queda de 3% do seu faturamento em 2015

Publicado em
22 de fev. de 2016

Desigual confirma sua estagnação com uma ligeira queda em 2015. Depois de vários exercícios de acelerado crescimento até 2013, a companhia fundada pelo empresário Thomas Meyer não teria mostrado sinais de crescimento ao longo do passado ano. Segundo nossas informações, a Desigual teria fechado 2015 com um volume de negócios de 934 milhões de euros (4.177 bilhões de reais), o que representa uma queda de 3%.

Desigual, coleção outono-inverno 2017, apresentada na NYFW - Pixelformula


Os últimos números publicados pela marca, depois de ter visto a entrada em 2014 do fundo francês Eurazeo no seu capital à altura de 10%, já previam o abrandamento do desenvolvimento da marca catalã, marcado notadamente pela queda das suas aberturas. Ainda assim, a Desigual registrou uma evolução plana até o terceiro trimestre de 2015, reduzindo seu volume de negócios em 2,2%, indo a 712,7 milhões de euros.
 
Depois dos anos dourados da companhia, destacando seu recorde de crescimento em 2010, quando a Desigual aumentava suas vendas em 46,7%, ascendendo a 440 milhões de euros. Uma tendência que a empresa manteve nos anos consecutivos, elevando suas vendas em 28,6%, ascendendo a 566 milhões de euros em 2011 e alcançando um volume de negócios de 705 milhões de euros, 24,6% mais, um ano depois. Não foi até 2013, quando o crescimento da empresa começaria a ser sentido, com vendas de 828 milhões de euros, ou seja, 17,4% mais.

Nos últimos tempos, depois da saída do CEO Manel Jadraque no passado mês de maio, a Desigual reorganiza sua cúpula diretiva, diminui seu ritmo de aberturas e revisa sua rede de distribuição, com objetivo de preparar um crescimento futuro, que em 2015 havia permanecido estagnado.
 
Triana Alonso com Bruno Joly

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.