×
751
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Crocs e Ugg endurecem o tom contra os falsificadores

Publicado em
today 14 de dez de 2012
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Crocs inverno 2012

As duas marcas de sapatos souberam, com alguns dias de intervalo, de uma vitória em sua luta contra os produtos falsificados. A Crocs conseguindo na China a condenação de falsificador, e a Ugg Australia identificando um fornecedor "indelicado".

Assim, quase 18 chineses foram condenados a um total de 46 anos de prisão. Eles haviam sido interpelados durante o confisco de 128.752 pares de calçados Crocs falsificados, num valor total estimado em 9,6 milhões de dólares. Além do mais, os condenados terão de pagar 25.000 dólares à marca a título de ressarcimento.

Uma pena exemplar para a China que, há longa data, procura tranquilizar seus parceiros internacionais sobre a seriedade de sua luta contra a falsificação. Mas também para a Crocs. "Se você tentar produzir ou vender calçados Crocs falsificados, nós encontraremos vocês e tomaremos ações definitivas para proteger nossa propriedade intelectual", assim ameaçou Dan Hart, diretor jurídico da marca de calçados.

Uma decisão que antecede por muito pouco o anúncio da identificação de um fornecedor "indelicado" feito pela Deckers. Tal fornecedor havia vendido à empresa Verotrade falsificações de vários modelos Ugg, produzindo, como prova de autenticidade, notas virgens que parecem vir da Deckers Outdoor Corporation.

A Ugg se mostra particularmente alerta frente à falsificação. Dessa maneira, nas semanas que precederam a "Black Friday", a marca apresentou uma campanha "agressiva" a respeito desse tema, como relatou o New York Post. Pois o objetivo é evitar que a efervescência do período não leve ao pedido com extrema rapidez dos produtos possivelmente falsos.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.