×
Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
22 de ago de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Coty relata perda trimestral relacionada a custos mais altos

Por
Reuters
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
22 de ago de 2017

A Coty Inc. relatou uma perda trimestral surpreendente e advertiu que espera que os varejistas reduzam o estoque de alguns dos produtos de beleza que a empresa adquiriu da Procter & Gamble Co até o segundo semestre de 2018.

Na terça-feira (22), as ações da fabricante de produtos de beleza dos EUA caíram 13% para 17 dólares na negociação da tarde.


Coty


Os varejistas têm limitado espaço em prateleira para marcas como CoverGirl e Clairol, que a Coty adquiriu da P&G em 2016 e, em vez disso, têm acumulado marcas da moda como NYX e ELF.

"A perda de espaço na prateleira foi um problema que enfrentamos no quarto trimestre e que continuará nos impactando até à segunda metade do ano fiscal de 2018", disse a CEO, Camillo Pane, à Reuters.

A unidade de beleza de consumo da Coty, que é peça-chave na receita do grupo, e marcas como CoverGirl e Clairol, registraram queda de 10% nas vendas orgânicas, que exclui as flutuações cambiais e as aquisições.

"O acordo com a P&G é um grande ponto de interrogação", disse Rosie Edwards, analista da empresa de pesquisa Berenberg, baseado em Londres. "Há preocupações se a Clairol e Max Factor podem competir no mercado dos cosméticos de coloração e cabeleireiros, com marcas como L'Oréal e ELF Cosmetics", comentou.

A Coty reportou uma perda líquida ajustada de 3.4 milhões de dólares, devido a gastos de marketing "materialmente" maiores para o lançamento de fragrâncias como Gucci Bloom e Hugo Boss Tonic, e custos fixos mais elevados, relacionados à aquisição das marcas da P&G. A empresa reportou um break even tomando como base as estimativas de lucro de 9 centavos por ação, feitas por analistas.

No quarto trimestre, encerrado em 30 de junho, a perda líquida atribuída à Coty Inc. foi reduzida para 304.8 milhões de dólares, ou 41 centavos por ação, dos 422.2 milhões de dólares, ou 66 centavos por ação, reportados no ano anterior. A empresa informou que isso ocorreu devido às taxas de reestruturação de 212.2 milhões de dólares no trimestre.

A receita do quarto trimestre da Coty aumentou 5% para 2.24 bilhões de dólares em moeda constante, e depois de ajustar as vendas do ano passado para a aquisição das marcas da P&G. Os custos da Coty aumentaram para 53,1% nas vendas no trimestre, de 46,6%, reportado um ano antes.

"Estamos trabalhando rapidamente para resolver (os custos fixos)... Nossa base de custos não está da forma que deveria e estamos altamente focados nesta questão como uma iniciativa chave para o ano fiscal de 2018", afirmou Pane em um comunicado. "Nossa divisão Consumer Beauty continua sob pressão e sua recuperação é uma prioridade fundamental para nós".

Os resultados da empresa contrastam com a rival Estée Lauder que, na semana passada, apresentou um lucro trimestral melhor do que o esperado, devido ao bom desempenho do segmento de maquiagem.

© Thomson Reuters 2021 Todos os direitos reservados.