×
Publicado em
14 de out. de 2013
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

China pode contar com 10.000 centros comerciais em 2025

Publicado em
14 de out. de 2013

Os chineses estão adotando os centros comerciais. Os templos do consumo, que, no início da última década, ainda eram exceções no Império do Meio, floresceram nas grandes cidades. Agora, há aproximadamente 3.100 desses shoppings espalhados no país de 1.383 bilhão de habitantes, contra 476* (número previsto para dez. 2013: 497) no Brasil para uma população de 201 milhões de pessoas.

Um Shopping Center em Pequim. Foto: Frederic J Brown/AFP


Porém, com uma classe média em pleno desenvolvimento, a quantidade de consumidores que podem frequentar esses locais está crescendo cada vez mais. Guo Zengli, diretor do Mall China, afiliado à comissão imobiliária comercial chinesa, destaca, no diário Yangcheng Evening News, que as projeções contam com mais de 10.000 centros comerciais em 2025.

Segundo um estudo do HSBC, divulgado pelo ChinaDaily, 93 milhões de pessoas devem adentrar à classe média na China daqui para 2025. Aliás, outro relatório da Knight Frank e Holdways especifica que o consumo das famílias urbanas aumentou mais de 14%, em 2012, em relação ao ano anterior. Com isso, justifica-se um aumento de 40% no número de centros comerciais, que atingem agora a casa das 4.000 unidades.

Mas essa euforia pode causar um efeito colateral com o qual os varejistas internacionais devem tomar cuidado. Nas cidades maiores, o risco de uma explosão no lançamento de novas unidades inspira cuidados, pois o número de metros quadrados por habitante deve se assemelhar ao das grandes cidades europeias. Portanto, as marcas devem ter certeza antes de apostar em programas mais audaciosos.

* Números da Associação Brasileira de Shopping Centers, ABRASCE

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.