×
879
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Chic Young Blood recebeu 10 000 visitantes profissionais

Publicado em
today 13 de nov de 2013
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

O salão dedicado à moda jovem, realizado em Pequim, anuncia ter reunido 20 000 visitantes em sua última edição, ocorrida de 25 a 27 de outubro passado. Uma visitação formada por profissionais, de acordo com os organizadores.

Chic Young Blood


Aberta ao público, a mostra ocorreu no 751 D-Park, bairro da capital voltado às artes e onde também reside metade dos eventos da Semana de Moda de Pequim. A efervescência do local beneficiou não só o salão de moda, mas também um programa destinado a fazer do encontro uma parada quase que obrigatória para quem estava na Capital política do Império do Meio.

Sessão de autógrafos dos designers locais mais populares, visitas de astros e eventos musicais, na verdade, geraram longas filas de espera nas portas do salão. Conceitos suscetíveis de desestabilizar quem já é acostumado com os salões ocidentais, mas que tem o mérito de atrair a juventude de Pequim que dita a moda junto aos expositores. Logicamente, os organizadores já prometem um programa reforçado para a próxima edição.

No espaço circular de um antigo edifício industrial, o Chic Young Blood anuncia ter recebido a visita de várias marcas e de grandes varejistas, dentre os quais a K11 Beijing, Glory Mall, Wangfujing, Lufthansa Shopping Mall, ou ainda das multimarcas Sevendays, Waterstore e também da Lane Crawford. Um motivo de satisfação para os diferentes organizadores, que reivindicam um vínculo mais forte entre o seu encontro e o salão parisiense Who's Next.

Dentre os mais de cem expositores asiáticos, cuja oferta ia da moda aos acessórios, passando por guarda-chuvas e máquinas fotográficas, uma seleção chinesa preparada pela China World Exhibitons, em linha com a China National Garment Association. Além disso, o salão oferecia um corner dedicado ao The Hub, salão de Hong Kong novamente parceiro e voltado às marcas estrangeiras que querem investir no mercado chinês. Um tema trazido à tona durante um ciclo de conferências que destacava a atual falta de lojas multimarcas na China.

(Da esquerda para a direita) Li Dangqi, presidente da China Fashion Association, Xu Ying Xin, vice-presidente do China National textile & Apparel Council e vice-presidente executivo da CCPIT (Associação Chinesa da Indústria Têxtil), e Chen Dapeng, vice-presidente executivo da China National Garment Association


No âmbito internacional, o salão recebeu nada mais, nada menos que cinco marcas brasileiras e duas grifes alemãs. Os alemães já teriam confirmado seu retorno na próxima edição. A ambição da organização do salão, de fato, continua a ser o reforço de sua oferta estrangeira. "A moda se torna um elemento cada vez mais popular na China e, ao vir aqui, as marcas internacionais poderão conhecer parceiros que vão ajudá-las a descobrir o mercado", explica Jordan Zeng, Senior Project Manager da China World Exhibitions.

Entidade da qual o presidente, Sun Gowei, confiou ao FashionMag as dificuldades encontradas por empresas estrangeiras pouco informadas sobre o mercado chinês. "Eu gostaria que nos desenvolvêssemos mais neste aspecto", explica, "em particular e não só por meio de nossos agentes na Europa, mas também entrando em contato com as associações locais, como foi o caso na Turquia e na Grã-Bretanha, por exemplo. Ou, em breve, na França, por meio de encontros com as empresas francesas".

A próxima edição do Chic Young Blood ocorrerá mais uma vez em Pequim, paralelamente à Semana de Moda, no mês de outubro de 2014. Daqui para lá, ocorrerá a edição principal do Chic, de 26 a 29 do próximo mês de março, no China World Trade Center.

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.