×
Publicado em
28 de abr. de 2014
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Burberry troca Londres por Xangai

Publicado em
28 de abr. de 2014

Na quinta-feira 24 de abril à noite, a Burberry levou Londres para Xangai. Uma oportunidade para marcar a abertura de uma nova butique high tech, um novo acordo para o e-commerce e para renovar seus votos com um mercado do qual a grife espera muito, e por um bom motivo.

Nesta noite, um show espetacular foi dado, reunindo cerca de 1.500 convidados – dentre os quais uma longa lista de estrelas locais –, marcando o início de um longo investimento na China e o fim de um ano de transformação da presença da Burberry em Xangai.

Cara Delevingne sobrevoa a multidão no fim do show, quinta-feira (24) à noite em Xangai. Foto: DR


O grupo inglês, que retomou as suas operações chinesas (ou seja, 50 pontos de venda à época) em 2010 por mais de 70 milhões de libras “no cash”, conta hoje com 36 butiques por todo o país.

Em Xangai, a marca abriu, no espaço dos doze últimos meses, quatro lojas, cuja última no Kerry Center (foto). Esta loja oferece à clientela de passagem pela megalópole uma réplica “high tech” do conceito Burberry Theater de Londres, com nada menos de 40 telas e 130 micros espalhados por toda a butique.

A fachada exterior da mais recente flagship do Kerry Center. Foto: DR


Além da inauguração oficial da flagship, as festividades organizadas na quinta-feira à noite celebravam a assinatura de um acordo estratégico entre a Burberry e o grupo Alibaba. Este último dirige, no mercado do e-commerce chinês, a plataforma Tmall.com, na qual ele acaba de abrir uma flagship digital com as últimas funcionalidades de ponta, destinada à clientela local, com práticas bastante específicas em matéria de venda a distância.

Os artistas ingleses Ed Harcourt, George Ezra e Paloma Faith estiveram em cena, em uma performance que apresentava o trench coat, a linha Burberry beauty e a Burberry tailoring. Um grupo de dançarinos vestidos com trenchs Burberry exibiram uma grande coreografia que celebrava o espírito sartorial de Londres.

Ponto culminante do espetáculo: a musa britânica Cara Delevingne se viu suspensa no ar, diante de imagens de duas cidades projetadas em uma tela de cinema gigante.

Suki Waterhouse, Christopher Bailey e Cara Delevingne na quinta-feira (24) em Xangai


“É um dia extremamente importante para a Burberry, confirmou o diretor-geral de criação e futuro CEO do grupo, Christopher Bailey. A experiência foi uma viagem mágica e de imersão na nossa marca Burberry, mesclando o físico e o digital”, explicou. “Nós reunimos a moda, a dança, a música, o artesanato e a arte, o que permitiu conectar os nossos mundos, de Londres a Xangai”.

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Tags :
Diversos