×
Publicado em
27 de fev. de 2014
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Algodão: conflito EUA/Brasil retorna à OMC

Publicado em
27 de fev. de 2014

Os senadores brasileiros anunciaram a sua vontade de apelar ao diretor geral da Organização Mundial do Comércio, Roberto Azevedo, no âmbito do conflito entre produtores brasileiros e americanos de algodão.

Em 2009, a OMC condenou os EUA pela prática de dumping da sua indústria de algodão. Autorizado a retaliar num valor de 830 milhões de dólares por meio de impostos sobre a importação de origem americana, o Brasil finalmente aceitou pagamentos diretos, por meio de depósitos. No entanto, os americanos interromperam esses pagamentos no ano passado, na espera de uma nova reforma dos subsídios americanos à indústria do setor, enfim votada há algumas semanas.

Se o não pagamento da multa americana já ressuscitava as tensões, agora os profissionais brasileiros também estão preocupados com as novas medidas americanas. Em alguns casos, Washington se comprometeria a cobrir de 70 a 90% das perdas que os produtores americanos poderiam sofrer. Do lado dos Estados Unidos, legisladores e profissionais do setor afirmam que as novas medidas seguem as regras da OMC. Já do lado brasileiro, as autoridades esperam que a organização analise diretamente os novos textos.

Os Estados Unidos e o Brasil são o 3º e o 5º produtores mundial de algodão, com 17,3 e 6 milhões de toneladas produzidas respectivamente na safra 2012/2013. Os três outros principais produtores no mundo são a China, a Índia e o Paquistão. Por isso, as duas nações se encontram em concorrência direta no lado do Pacífico.

Foto: Arquivo

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.