×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
2 de mai. de 2022
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Zara alia-se à Good American, marca de Khloé Kardashian

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
2 de mai. de 2022

O sobrenome Kardashian e a assinatura da Zara unem-se no mesmo projeto. Determinada a apostar no mercado norte-americano, que no último exercício se tornou o segundo país com mais vendas atrás apenas de Espanha, a marca estrela do grupo Inditex aposta numa estratégia de colaboração para se posicionar na região. A escolhida para este impulso midiático e de popularidade foi a Good American, a marca de denim da conhecida Khloé Kardashian.


Campanha foi fotografada por Mario Sorrenti - Zara / Good American


Com mais de 239 milhões de seguidores no Instagram e um reality show no ar, com a recente estreia da nova temporada de "The Kardashians" no Hulu e na Disney+, Khloé Kardashian acumula uma projeção midiática mais do que desejada pelas marcas e sobre a qual assentam os sucessos dos vários projetos empresariais realizados pelo clã familiar: da marca de beleza de Kylie Jenner, Kylie Cosmetics, à Skims, marca de moda íntima de Kim Kardashian.
 
Para tirar partido do impulso desta plataforma de influência e visibilidade, a Zara colaborou com a marca especializada em jeans, fundada em 2016 por Emma Grede e Khloé Kardashian, para criar uma coleção de edição limitada. Além disso, a própria Khloé encarregou-se de divulgar a novidade através de um post no seu perfil do Instagram. Para a campanha, as marcas contaram com a objetiva do conhecido fotógrafo Mario Sorrenti e modelos como Precious Lee ou Devyn Garcia.

Disponível nas lojas físicas e online nos Estados Unidos a partir de 5 de maio, a coleção cápsula define-se pelo seu caráter inclusivo ao propor uma ampla variedade de tamanhos, enquanto os preços variam de 25 a 90 dólares (23 a 85 euros, aproximadamente). As peças incluem calças skinny de cintura alta, modelos descontraído de estilo oversized ou macacões de jeans elástico, caracterizados pela imagem de marca da insígnia de Los Angeles: as cinturas marcadas e as silhuetas esculpidas.


A coleção caracteriza-se pela sua oferta inclusiva - Zara / Good American


Após ter optado por um baixo perfil mediático durante anos, direcionando principalmente o seu investimento de imagem para grandes campanhas com fotógrafos de renome internacional, a Zara optou nos últimos anos por desenvolver algumas das suas coleções com celebridades consagradas da indústria. É o caso da sua aliança com a Jo Malone para a sua linha de perfumes, Diane Kendall para a maquiagem ou Charlotte Gainsbourg e a marca sul-coreana Ader Error para a moda. Uma estratégia que parece afirmar-se desde a ascensão ao poder da herdeira Marta Ortega, oficialmente nomeada presidente não executiva no início de abril.
 
No último exercício, a Zara registou um aumento de 39% no faturamento, para 19,59 bilhões. A cadeia, que apresenta os seus resultados em conjunto com a marca de decoração Zara Home, representa o grosso da receita do grupo Inditex, que aumentou 36% para 27,7 bilhões de euros no mesmo exercício.
 
Em 31 de janeiro de 2022, a Zara contava com 1.939 lojas físicas, o que contrasta com as 2.025 com as quais operava um ano antes. Nos Estados Unidos, o seu segundo maior mercado em  faturamento, a cadeia está presente através do seu e-commerce e é a única do grupo a operar com lojas físicas, que já chegam a uma centena.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.