×
Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
28 de jan. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Vuitton e Dior lideram vendas em alta na LVMH

Por
Reuters API
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
28 de jan. de 2022

O grupo francês de artigos de luxo, LVMH, registrou aumento de 27% nas vendas comparáveis ​​no quarto trimestre, superando as previsões do mercado, impulsionado pelo aumento das compras de moda e acessórios de luxo durante a temporada de festas de fim de ano.


Dior Men - Outono-Inverno 2022 - Moda Masculina - PariS - © PixelFormula


A LVMH, que é proprietária de diversas marcas, desde o conhaque Hennessy até a varejista de cosméticos Sephora, disse na quinta-feira (27) que as vendas do quarto trimestre totalizaram 20,04 bilhões de euros (22,34 bilhões de dólares), com crescimento liderado pelas principais marcas do grupo, Louis Vuitton e Dior.

As marcas de luxo impulsionaram um aumento de 28% nas vendas da maior divisão da LVMH, moda e artigos de couro, em bases comparáveis, superando as expectativas dos analistas de crescimento de 16%. A receita do negócio nos últimos três meses do ano passado ficou 51% acima do nível pré-pandemia de 2019.

Todas as divisões apresentaram crescimento de dois dígitos, em termos percentuais, com o ritmo mais rápido marcado pela divisão de distribuição especializada, que inclui a Sephora, registrando um aumento de receita de 30% no trimestre, graças ao grande fluxo de consumidores nas lojas em busca de compras para o fim do ano.

A indústria de luxo se recuperou fortemente da crise do coronavírus no ano passado, impulsionada pela demanda reprimida dos consumidores após meses de bloqueios e fechamento de lojas.

A LVMH aproveitou esse apetite por produtos de luxo e ganhou terreno sobre os rivais com campanhas de marketing ativas e atendimento aos consumidores em nível local. Seus artigos de moda e couro aumentam a participação de mercado para cerca de 21% em comparação com 16% antes da pandemia, segundo dados do UBS.

"Dentro do contexto de uma recuperação gradual da crise da saúde, a LVMH está confiante em sua capacidade de manter seu atual ritmo de crescimento", disse o grupo em comunicado.

© Thomson Reuters 2022 All rights reserved.