Vivarte vende Cosmoparis para Stéphane Collaert e Thierry Le Guénic

O grupo de moda Vivarte (La Halle, Caroll), que enfrenta dificuldades financeiras apesar de ter realizado uma reestruturação recentemente, anunciou na quinta-feira (1) a venda de sua marca de calçados Cosmoparis para dois especialistas em moda e distribuição, Stéphane Collaert e Thierry Le Guénic. No ano passado, os dois empresários já haviam comprado a Chevignon com o apoio do grupo Royer, que recentemente recuperou a Maison Lejaby.


Cosmoparis

Thierry Le Guénic dirigiu a marca Vanessa Bruno de 2014 a 2017, depois de ter sido CEO da Francesco Smalto por seis anos. Já Stéphane Collaert não é estranho às marcas que pertenciam à Vivarte, uma vez que ele trabalhou até o final de 2018 dentro do grupo Hopps, adquirido pela Pataugas em maio de 2017. Anteriormente, ele ocupou o cargo de diretor geral da Texier de 2015 e 2017.

"A Vivarte, um grupo francês de moda, calçados e artigos de couro, anuncia a venda de sua marca de calçados Cosmoparis para Stéphane Collaert e Thierry Le Guénic", informou a empresa em comunicado. "A Vivarte continua concentrando suas atividades e recursos humanos e financeiros em suas marcas La Halle, Caroll e Minelli", declarou Patrick Puy, presidente da Vivarte, no comunicado.

Em 2018, a Cosmoparis faturou 18,6 milhões de euros. Ela conta com 75 pontos de venda na Europa (Suíça, Alemanha e Luxemburgo), sendo 67 deles na França, com 50 corners em lojas de departamento e 17 lojas próprias. Atualmente, a empresa emprega cerca de 100 funcionários.

Em meados de julho, a Vivarte anunciou a transferência de propriedade para seus credores por não conseguir cumprir a data de vencimento de sua dívida, marcada para outubro, uma decisão que preocupou os sindicatos. O grupo de distribuição está saindo de um plano de reestruturação de três anos no qual se desfaz da maioria de suas marcas (Chevignon, André, Naf Naf, Kookaï, Pataugas ...).


Cosmoparis

Composto por catorze marcas até à chegada de Patrick Puy, cujo perfil de liquidatário e declarações rapidamente levantaram o espectro do desmantelamento por marca, o grupo agora é composto por apenas quatro marcas. Entre elas está La Halle (fusão da ex-Halles com sapatos e roupas) e a marca de calçados Caroll, bem como a Minelli, cuja oferta de venda foi cancelada pelo grupo por falta de interessados, e San Marina, que ainda espera um possível comprador.
 

Traduzido por Novello Dariella

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirDistribuição
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER