×
Publicado em
6 de out. de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Vicunha apresenta desfile virtual de peças feitas com tecidos que protegem contra o coronavírus

Publicado em
6 de out. de 2020

A empresa brasileira especializada de soluções jeanswear, Vicunha, apresentou na última quinta-feira (1) seu primeiro desfile virtual. O evento digital apresentou 17 looks conceituais feitos com tecidos funcionais da nova coleção V. Tech Protective, com propriedades antibacterianas, antivirais e repelentes, capaz de destruir mecanicamente a parede dos vírus envelopados, incluindo o SARS-CoV-2, responsável pela COVID-19.

O tecido da Vicunha utiliza a tecnologia suíça HeiQ Viroblock by CHT e traz uma combinação inovadora de duas tecnologias - a atividade antimicrobiana dos sais de prata e a tecnologia de vesículas de gordura. Além da rápida ação antiviral comprovada em laboratório, com redução de 99,9% dos vírus em apenas 1 minuto de contato, a tecnologia tem efeito também contra bactérias e fungos.


Criação da marca À La Garçonne, com tecido da coleção V. Tech Protective da Vicunha - Foto: Bruna Nishihata


Para apresentar os novos tecidos, pensados para peças que aliam proteção, praticidade e conforto, a Vicunha convidou 13 marcas e estilistas parceiros: À La Garçonne, Another Place, Amapô, Caiu Toró, Diego Favaro, Daura, Igor Dadona, Isaac Silva, VIHE, Cartel 011 CZO, Jal Vieira, Uma e Das Hauss, que desenvolveram peças atemporais, criativas e genderless.

Uma das criações é assinada pelo estilista Isaac Silva desenvolvida com um tecido leve antiviral, na cor Blue jeans. "Desenvolvemos um macacão com bolsos que é fácil de vestir, e uma capa-casaco unissex para compor o conjunto. Criações que dialogam muito com o momento de pandemia que vivemos. Um look confortável, prático e ao mesmo tempo bonito ao vestir", comenta. 


Criação do estilista Isaac Silva - Foto: Bruna Nishihata


Segundo German Alejandro, diretor comercial e de Marketing da Vicunha, a pesquisa para a criação de uma linha que protegesse contra o coronavírus foi iniciada logo no início da pandemia: "Estamos sensíveis e atentos aos novos movimentos do mercado e do consumidor final e temos a missão de trazer soluções para a cadeia de moda que estejam alinhadas ao espírito do tempo e, por isso, apresentamos ao mercado esse lançamento", conta.

"Estamos falando do surgimento de uma nova categoria de roupas, que funciona como um 'escudo' e que visa aumentar a sensação de segurança das pessoas ao sair de casa, oferecendo proteção e praticidade no dia a dia. Por isso, acreditamos que esses tecidos são ideais para a criação de peças que, além de protetivas, sejam confortáveis, funcionais e versáteis para o novo lifestyle do consumidor," explica German.

"Sabemos que vai haver uma necessidade e uma procura maior por roupas mais confortáveis. A tendência do trabalho em casa está cada vez mais forte e as pessoas vão precisar de peças práticas e, ao mesmo tempo, com informação de moda. Por isso, as bases escolhidas foram pensadas para o desenvolvimento de peças utilitárias, em criações agênero e atemporais", conclui.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.