Victoria Beckham vai lançar linha de cosméticos sustentáveis no outono

Após ter interrompido a sua colaboração com a Estée Lauder, Victoria Beckham se prepara para lançar a sua própria linha de produtos de beleza sustentáveis, composta por maquilhagem e cuidados para a pele. O lançamento está planeado para o outono.


Victoria Beckham - Fotografia: Shutterstock

Intitulada Victoria Beckham Beauty, a coleção será a primeira desde que a criadora britânica põs fim à sua parceria com a Estée Lauder, uma colaboração muito bem-sucedida com a gigante da beleza nova-iorquina.
 
"A ideia é ser totalmente sustentável: todas as embalagens são recicladas. Mantendo a qualidade num nível elevado, mas mais democrática. Tentamos praticar preços razoáveis", explica Victoria Beckham num hotel no centro de Paris.
 
Este novo departamento da sua empresa será liderado pela CEO Sarah Creal, que anteriormente supervisionou a colaboração da criadora com a Estée Lauder, após ter passado pela Prada e pela Bobbi Brown. A Victoria Beckham Beauty estará também sediada em Nova Iorque, mas o seu lançamento acontecerá em Londres durante a próxima semana da moda, em setembro.
 
No que diz respeito ao modelo comercial, a empresa pretende favorecer a venda direta ao consumidor, através do site de e-commerce victoriabeckham.com - sendo o pedido depois gerido por uma empresa de logística externa. Embora Victoria Beckham não pretenda distribuir a sua linha de beleza em grandes armazéns, a designer reconhece que planeia abrir as suas próprias lojas especializadas.

"Quero algo muito focado. Produtos dos quais preciso na minha própria vida", explica. A sua gama incluirá maquilhagem, cuidados para a pele, perfume e produtos de bem-estar.
 
Esta estratégia se insere numa tendência do setor: muitas influenciadoras, de Kylie Jenner a Kim Kardashian, optaram por abandonar os contratos de licenciamento tradicionais, preferindo lançar as suas próprias linhas de cosméticos.


Ver o desfile
Victoria Beckham - outono-inverno 2019 - Moda Feminina- Londres - © PixelFormula

A criadora britânica pediu a Ezra Petronio, diretor artístico francês famoso pelas suas campanhas de beleza realizadas para as marcas Chloé, Prada e Helmut Lang, para desenvolver o universo visual e o grafismo da sua nova empresa.
 
"Estamos aperfeiçoando um pouco o nome da marca", diz Victoria Beckham, que foi a Paris com a sua equipe para criar ligações e encontrar inspiração. Durante a sua passagem pela capital francesa, planejam visitar vários arquivos históricos da moda, visitar o museu Picasso e fazer compras em algumas lojas vintage.

A atividade da marca recuperou claramente o ímpeto desde que a Neo, um veículo de investimento de luxo com sede em Londres, assumiu uma participação de 30%, por cerca de 30 milhões de libras (mais de 34 milhões de euros) em 2017.
 
"Sempre disse que era como abrir o capô do carro e dar um novo impulso ao motor", explica a criadora britânica, vestida com calças pretas compridas, de cintura alta e ligeiramente évasé, e um colete de malha usado sobre uma camisa de seda com colarinho pontiagudo.

Em 2017, a Victoria Beckham Ltd registou uma perda operacional de 10 milhões de libras (11,39 milhões de euros), mas também um aumento de 17% nas suas receitas, para 42,5 milhões de libras (48,4 milhões de euros). Embora a perda operacional tenha sido notícia, a empresa parece estar claramente na direção certa e deve regressar à rentabilidade num futuro próximo.
 
Victoria Beckham também recrutou recentemente a dinâmica executiva francesa Marie de Reynies, que ajudou a elevar o nível de sofisticação da coleção prêt-à-porter da marca.
 
Outra mudança: Victoria Beckham vai apresentar, pela primeira vez, a sua pré-coleção feminina em Milão. Como várias outras marcas, como Prada ou Alberta Ferretti, vai revelar o seu trabalho durante a temporada masculina milanesa, em junho. 

Os últimos dois anos foram muito agitados para Victoria Beckham, tendo nomeadamente incluído uma parceria com a gigante do retalho americana Target, "que permitiu que milhares de mulheres do Midwest descobrissem o aspeto de um vestido de Victoria Beckham", e outra com a Reebok para uma coleção de sneakers e sportswear, com a qual Beckham posou lado a lado com Shaquille O'Neal. Em janeiro deste ano, a designer organizou um jantar no Frick Museum para celebrar a exposição "The Female Triumphant", organizada pela Sotheby's, sobre as grandes mulheres da pintura clássica.
 
"A resposta foi incrível. David e eu colecionamos arte contemporânea, foi muito interessante aprender um pouco mais sobre os grandes mestres da pintura", partilha Victoria Beckham, que já teve pinturas clássicas da Sotheby's instaladas na sua flagship no distrito de Mayfair, em Londres.


Ver o desfile
Victoria Beckham no final do seu desfile outono-inverno 2019 - © PixelFormula

Desde que regressou à Semana da Moda de Londres, em setembro de 2018, após uma década em Nova Iorque, a criadora britânica recebeu críticas muito positivas, bem como o seu último desfile na Tate Britain, em fevereiro.
 
"Há muito tempo que tenho uma relação de amor-ódio com a imprensa britânica. Estava nervosa com a ideia de voltar para Londres, mas, no final, a reação foi extremamente positiva", diz Victoria Beckham, que divide o tempo entre a sua casa em Holland Park e a sua segunda casa em Oxfordshire.
 
A criadora também se estreou no YouTube por altura do desfile na Tate Britain, produzindo meia dúzia de vídeos..."E ainda temos alguns em preparação."

"Acabou por ser muito trabalhoso. Requer muito trabalho de edição. Sou tão atentamente observada, que é necessário ter muito cuidado com o que apresentamos nesses vídeos. Mas, é uma boa experiência e Derek Blasberg é genial, por isso estou feliz por termos feito isso juntos", explica.

Completamente absorvida pelo seu trabalho, Victoria Beckham conseguiu transformar a sua celebridade de pop star numa carreira de criadora de moda aclamada pela crítica. O que nos leva a questionar se alguma vez tira férias. 

Acontece que a designer está planejando ir de férias nesse verão para a Europa com o marido David e os seus quatro filhos. "Fomos a Bali no ano passado e foi lindo, mas houve um terramoto e, depois, pelo menos três dias de tremores. Sem esquecer as monções e as crianças que sofreram de jet lag, por isso este ano ficaremos mais perto de casa!"

Traduzido por Estela Ataíde

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - DiversosLuxo - Pronto-a-vestirLuxo - DiversosPerfumesCosméticaEstéticaBem-estarBeleza - DiversosPersonalidadesNegócios
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER