×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
1 de fev. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

VF Corp: vendas crescem 22% no terceiro trimestre

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
1 de fev. de 2022

À frente das marcas Vans, The North Face ou Supreme, o grupo VF Corp anunciou um crescimento de 22% nas suas receitas no terceiro trimestre, encerrado no final de dezembro, atingindo 3,6 bilhões de euros. Excluindo a Supreme, adquirida em dezembro de 2020, o aumento cai para 15%.


The North Face


O segmento Active do negócio cresceu 25% em três meses, para 1,4 bilhão de dólares. Um crescimento gerado pela Vans e pelo seu aumento de 7%, bem como pelas aquisições recentes, incluindo a da Supreme, que registraram um aumento 17%. O segmento Outdoor viu um aumento de 23% nas vendas, gerando 1,92 bilhão de dólares, principalmente graças ao aumento de 28% registrado pela The North Face. Quanto ao segmento Work, este gerou 285 milhões de dólares (+6%), com destaque para um aumento de 4% para a marca Dickies.
 
Geograficamente, o negócio cresceu 24% nos Estados Unidos e 19% a nível internacional. O mercado europeu cresceu 26%, contra 5% para a zona Ásia-Pacífico. A Grande China registrou uma contração de 6% (9% em dólar constante), enquanto a China continental caiu 8% (12% em dólar constante).

A atividade wholesale aumentou 14%, em contraste com +30% para a venda direta ao consumidor, que se beneficiou do aumento de 21% verificado no comércio eletrônico.

O CEO Steve Rendle declarou: “Registramos resultados sólidos de dois dígitos e devolvemos aproximadamente 500 milhões de dólares em dinheiro aos acionistas no terceiro trimestre, tudo isso num contexto de contínuos ventos contrários macroeconômicos. A dinâmica geral das nossas marcas é testemunho da resiliência do nosso modelo de portfólio diversificado, que nos permitiu realizar um trimestre forte e reafirmar as nossas perspectivas de lucros para a totalidade do ano em um ambiente desafiador. Estou convencido de que a VF continua bem posicionada para um crescimento contínuo, rentável a longo prazo."
 
O grupo mantém assim as suas projeções para o exercício de 2021-22, que terminará no final de março. A direção espera um volume de negócios anual de aproximadamente 12 bilhões de dólares (10,34 bilhões de euros), incluindo 600 milhões de dólares da Supreme, um aumento de 28% em um ano. O grupo espera crescimento para os segmentos Outdoor (+26-28%), Active (+31-33%), Work (+19-21%) e para o internacional (+22-24%).

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.