×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de nov. de 2021
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Vetements: uma coleção para a nova aristocracia da internet

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de nov. de 2021

Em um momento em que a maioria das marcas estão retomando os desfiles ao vivo, eis que a Vetements propõe novamente um lookbook eletrônico, uma verdadeira ode aos multimilionários da Bitcoin. Um formato de apresentação totalmente coerente com a coleção, inspirada em empresários que enriqueceram recentemente com as redes sociais.


Vetements outono/inverno 2022- 2023 - Fotografia: Cortesia Vetements - Photo: Courtesy of Vetements


Mas, obviamente, o que inspira a marca não é a celebridade - a maioria das modelos usa uma máscara. O lookbook em si tem como pano de fundo um papel de parede impresso com notas verdes de 1 milhão de dólares, um design que reaparece em botas de cosmonauta, máscaras e até mesmo em um vestido de Estátua da Liberdade.
 
Antes de brincar que a apresentação custou quase 1 bilhão de dólares, Guram Gvasalia, diretor da marca, explica em um comunicado que imita uma página da Wikipedia: “Originalmente, os costureiros se concentravam nos monarcas e na aristocracia; no início do século 20, recorriam a um novo tipo de cliente: os magnatas industriais e as suas famílias, que faziam fortunas em todos os setores dos países, do petróleo ao imobiliário, passando pela manteiga e pelas barras de chocolate.” 


Vetements outono/inverno 2022- 2023 - Fotografia: Cortesia Vetements - Photo: Courtesy of Vetements


Guram Gvasalia, irmão de Demna, diretor artístico da Balenciaga, detalha: “Com a sua coleção outono-inverno 22-23, a Vetements procura redefinir a alfaiataria e o savoir-faire das gerações anteriores para esta nova era, definida por novos fenómenos sociais e econômicos, que podem transformar a vida de uma pessoa da noite para o dia - a  nova riqueza dos milionários das Bitcoins... Alguém que investiu mil dólares em Bitcoins em 2010 e agora possui quase 80 milhões de dólares, ou milionários das redes sociais, ricos e famosos apenas por serem eles próprios e por partilharem os momentos mais íntimos de suas vidas.”

A coleção contém toda a atitude ousada e silhuetas volumosas que se espera da Vetements, mas muitas vezes apresentadas em novos tecidos improváveis. Blazers e sobretudos trespassados para homem e mulher são impecavelmente cortados em tecidos atípicos como jersey e lã molton. Mas, a grande novidade são os bodies integrais com incríveis estampados - de parafusos industriais a calendários, passando por bilhetes de apostas e folhas de outono.


Vetements outon/inverno 2022- 2023 - Fotografia: Cortesia Vetements - Photo: Courtesy of Vetements


Volumes exagerados, veludo brilhante, estampados extravagantes e vestidos de cocktail exalam um glamour inspirado nas ruas. Mas, é impossível não sorrir quando pensamos que a Vetements - uma marca criada por dois refugiados georgianos amplamente inspirada na roupa de segunda mão - é uma das marcas favoritas dos multimilionários da Bitcoin.
 
O surgimento da Bitcoin enriqueceu muitas pessoas. Um pouco como no século 18, durante a bolha dos Mares do Sul, que culminou no crash de 1720, o mais famoso da altura. Muitos investidores perderam tudo nessa altura, incluindo Isaac Newton - e temos razão para temer que o mesmo contratempo aconteça aos novos magnatas da Bitcoin.

Mas, pelo menos quando isso acontecer, estes ainda poderão, como consolo, comprar uma das novas t-shirts da Vetements onde se lê "Money can’t make me happy, but Vetements can" (O dinheiro não pode me fazer feliz, mas a Vetements pode).

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.