×
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
16 de dez. de 2021
Tempo de leitura
4 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Vetements nomeia Guram Gvasalia como diretor criativo

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
16 de dez. de 2021

A marca de moda vanguardista Vetements nomeou Guram Gvasalia como o seu novo diretor criativo, em substituição do seu irmão Demna.


Guram Gvasalia


Em um emotivo comunicado, Guram declarou: “Tudo tem o seu tempo. Chegou a minha hora de dar um passo adiante! A partir da coleção outono-inverno 22/23, tomei as rédeas da marca e decidi assumir as funções de diretor criativo da casa (sic).”

O anúncio é uma surpresa, já que Demna figurava como designer da última coleção da Vetements, revelada online na noite de 25 de novembro. Apresentada como um lookbook digital, a coleção exaltava os multimilionários da Bitcoin e foi fotografada contra um fundo de notas verdes onde se lia  "One Million Dollar".

Guram continuou: "Nos últimos anos, houve inúmeras tentativas de tirar à Vetements o que sempre lhe pertenceu. Para proteger o nosso trabalho árduo, os códigos e o DNA da Vetements, eu sabia o que tinha de fazer para reivindicar os direitos de nascimento da Vetements."

Os dois irmãos, com Demna como designer e Guram como diretor-geral, lançaram a Vetements em Paris como um coletivo em 2014, mostrando as primeiras coleções em clubes gays pouco frequentados ou em igrejas históricas. Quase de um dia para o outro, a marca ganhou atenção mundial pela sua mistura de estilo urbano, volume exagerado e excentricidade de logotipo. Apoiada pelo burburinho e pela influência criada pela Vetements, Demna foi nomeado diretor criativo da Balenciaga em 2015.

Nascida em Sukhumi, capital da província georgiana de Abkhazia, a família Gvasalia viu-se forçada a abandonar a sua terra natal na década de 90 após a Rússia ter fomentado uma revolta na região, criando um suposto novo estado que nunca foi reconhecido internacionalmente.

No comunicado, Guram explicou: "A Vetements é mais do que uma marca para mim. O seu DNA corre no meu sangue. Mas, essa não é a única razão para eu fazer isto. É verdade que eu poderia ter feito isto em segredo, uma vez que sou uma pessoa muito reservada. Mas, senti que tinha que o divulgar publicamente por todas as crianças que sonham com moda, mas têm muito medo de contar aos pais, que não o aprovarão. Para todas as crianças que não têm meios para pagar as escolas de design de luxo com as suas taxas de inscrição de 50 a 100 mil dólares por ano. Para aqueles que têm que trabalhar durante o dia para pagar as contas, enquanto aprendem design à noite. Para aqueles que são de famílias carenciadas e sentem que nunca pertencerão a este mundo da moda. Tudo isto é a minha história. Sou um refugiado. A minha família perdeu tudo o que tinha durante a guerra. Não falávamos idioma algum quando fugimos para a Europa. Vivíamos em campos de refugiados.”

“Ir para uma escola de moda não era uma opção para mim, os meus pais nunca teriam aprovado, já que o meu irmão já era considerado a causa perdida e eu era a única esperança que restava para alimentar a família. Mas, quero dizer a todos que lerem  isso, que nada disso deve definir ou limitar o seu potencial. É importante ter por perto pessoas que acreditem em vocês, mas isso não vale de nada se não acreditarem em vocês mesmos. A sua origem não é o que vocês são. De onde vêm não é o seu destino final, é o ponto de partida (sic).”


Vetements, outono-inverno 2022/23 - Photo: Courtesy of Vetements


Nos últimos dois anos, Demna esteve bastante ausente da Vetements, sem renunciar oficialmente ao título de diretor criativo da casa. Sukhumi é frequentemente citada como o local de nascimento das figuras mitológicas clássicas Castor e Pólux, os Dioscuri, que eram patronos dos viajantes e marinheiros, invocados em busca de ventos favoráveis.

Antes de projetar a sua primeira coleção para a Vetements, Guram havia sido diretor-geral da empresa e mudou-a de Paris para Zurique, aparentemente por motivos fiscais. No entanto, no comunicado desta quarta-feira, insistiu que desde então passou dois anos "estudando e aprendendo a parte técnica, desde a modelagem e construção até o aspecto teórico do design".

A decisão de Guram de assumir o comando do design na Vetements significa que o seu irmão, muito mais famoso, se pode concentrar no seu trabalho principal como diretor criativo da Balenciaga, uma marca-chave do gigante grupo de luxo francês Kering, que também controla a Gucci e a Saint Laurent.

Com alguma ironia, Guram também terminou a sua declaração com um ataque às grandes empresas: "Quero ter a certeza de que todos os jovens saibam que não é preciso ter pais ricos, não é preciso um investidor, não é preciso vender a alma às grandes e más empresas. Podem mudar de vida com sua própria criatividade e paixão.”

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.