×
Por
Europa Press
Publicado em
16 de out de 2015
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Vendas orgânicas do Carrefour Brasil sobem 12,2% no 3º trimestre

Por
Europa Press
Publicado em
16 de out de 2015

Paris (Reuters/EP) – As vendas orgânicas do Carrefour no Brasil tiveram alta de 12,2% no terceiro trimestre sobre o mesmo período do ano passado, informou a varejista esta sexta-feira, 16, afirmando que o indicador permaneceu forte mesmo diante de um ambiente desafiador no país.
 
No ano passado, o crescimento havia sido de 12,8%. Segundo informou a empresa em comunicado, todos os formatos tiveram crescimento orgânico.

Carrefour


O balanço operacional saiu depois que o Grupo Pão de Açúcar divulgou na terça-feira alta de 2,7% na receita do terceiro trimestre sobre um ano antes, com queda no faturamento da divisão de eletrônicos sendo compensada por vendas de atacarejo e comércio on-line.
 
Na América Latina, o Carrefour publicou faturamento de 3,857 bilhões de euros no terceiro trimestre, com crescimento de 16% nas vendas orgânicas, enquanto as vendas totais caíram 2,8% na região devido ao forte impacto cambial produzido pela desvalorização do real. O efeito foi parcialmente ofuscado pela apreciação do peso argentino, país em que as vendas orgânicas subiram 29,2%.

Globalmente, a maior varejista da Europa informou que as vendas aceleraram no período, impulsionadas por uma recuperação no sul da Europa, pelo bom momento em seu mercado doméstico francês e também pela "resiliência" no Brasil, apesar da desaceleração econômica.
 
As vendas na China caíram 10,6% no terceiro trimestre, diante do fraco consumo. O Carrefour disse que busca um plano de ação no país, que envolve expandir o comércio eletrônico e as lojas de conveniência e abrir centros logísticos para reduzir custos.
 
A segunda maior varejista do mundo depois do Wal-Mart teve vendas de 21,54 bilhões de euros (25 bilhões de dólares) no terceiro trimestre, contra previsão média de analistas de 21,5 bilhões de euros.
 
Excluindo combustíveis e efeitos cambiais, as receitas subiram 4,2%, uma aceleração ante os 2,6% no segundo trimestre.
 
Velho Continente impera
 
"A Europa se tornou agora o motor de crescimento do grupo. Esse excelente terceiro trimestre confirma o bom ímpeto do grupo nos últimos três anos", disse o diretor financeiro da empresa, Pierre-Jean Sivignon.
 
O Carrefour, que sofreu com a dependência do formato de hipermercados em um momento em que consumidores migravam para compras locais e on-line, está no terceiro ano de um plano de recuperação iniciado pelo presidente-executivo, Georges Plassat.
 
A companhia, que contabiliza cerca de três quartos de suas vendas na Europa, está realizando cortes de preços e custos e expandindo para lojas de conveniência menores, enquanto também renova seus hipermercados.
 
Sivignon também disse que estava "confortável" com a expectativa do mercado para o resultado de lucro antes de juros e impostos (Ebit) de cerca de 2,45 bilhões de euros em 2015.
 
As vendas no conceito mesmas lojas nos hipermercados franceses subiram 0,7% após um aumento de 0,5% no segundo trimestre. Na Espanha, o terceiro maior mercado do grupo, as vendas subiram 4,6%, enquanto as vendas na Itália subiram 5,9%.

Copyright © 2021 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.