×
161
Fashion Jobs
L'OREAL GROUP
Analista de Business Intelligence Pleno - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
CAEDU
Analista de Controladoria jr
Efetivo - CLT · São Paulo
INTJOBS
Missão Humanitária Internacional de Saúde: Todas as Especialidades
Efetivo - CLT · RIO DE JANEIRO
CAEDU
Analista de Produtos Financeiros pl
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Analista CRM pl - Segmentação
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Cidade de São Paulo
Efetivo - CLT · São Paulo
VIVARA
Aprendiz Comercial - Center Shopping Uberlândia
Efetivo - CLT · Uberlândia
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Del Rey
Efetivo - CLT · Belo Horizonte
VIVARA
Aprendiz Comercial - Shopping Uberaba
Efetivo - CLT · Uberaba
AMARO
Compliance Analyst
Efetivo - CLT · SÃO PAULO
MARISOL
Auxiliar de Estilo
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
L'OREAL GROUP
Formador(a) Sênior
Efetivo - CLT · São Paulo
MARISOL
Operador Beneficiamento - Acabamento de Malhas
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
CAEDU
Analista de Atração e Seleção jr
Efetivo - CLT · São Paulo
CAEDU
Jovem Aprendiz
Efetivo - CLT · Cajamar
AMARO
Gerente de Loja Campinas
Efetivo - CLT · Campinas
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Hair da)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Operações - Analista de Transporte Outbound
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Coordenador de Jbp - Divisão Grande Público
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
L'OREAL GROUP
Analista de Laboratório (Fotoproteção)
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
MARISOL
Assistente Administrativo - Comunicação Interna
Efetivo - CLT · Jaraguá do Sul
MARISOL
Vendedor (a) Responsável - Alexânia
Efetivo - CLT · Alexânia
Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de out de 2019
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Vendas da SMCP aumentam 10% no terceiro trimestre

Por
AFP
Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
29 de out de 2019

A SMCP, casa mãe das marcas de prêt-à-porter Sandro, Maje, Claudie Pierlot e De Fursac, confirmou esta terça-feira as suas metas para 2019, publicando um aumento no terceiro trimestre da sua atividade, que ainda é impulsionada pelo internacional. 


Sandro


De julho a setembro, o volume de negócios aumentou 10,8%, para 274,5 milhões de euros, e +9% a taxas de câmbio e perímetro constantes, informou a empresa em comunicado.
 
Este crescimento foi "impulsionado pelo conjunto dos mercados internacionais e pela contínua expansão da rede de lojas", comenta o grupo.

Nos primeiros nove meses do ano, a atividade registou um aumento de 10%, para 814,9 milhões de euros.
 
Com um "bom arranque das coleções outono-inverno 2019" no domínio internacional e um "desempenho (que) melhorou ao longo do trimestre" em França, de acordo com o seu diretor-geral Daniel Lalonde, citado no comunicado, o grupo confirma apontar para um crescimento do seu volume de negócios entre "+9% e +11% a taxas de câmbio constantes" este ano.

Nos últimos 12 meses, a SMCP abriu 107 lojas operadas diretamente, incluindo 51 na Ásia-Pacífico (China continental, Hong Kong, Coreia do Sul, Singapura, Tailândia, Austrália), 47 na Europa, excluindo França, e no Médio Oriente e 16 na "região das Américas".

Crescimento na França



Em França, o volume de negócios aumentou ligeiramente no terceiro trimestre: +2,5%, para 91,8 milhões de euros, "apesar de um mercado difícil".
 
O grupo fechou sete lojas, "enquanto continua a investir em novos locais chave", indica. Após uma queda na frequência das lojas relacionada com a onda de calor em julho, o crescimento do volume de negócios voltou a "uma boa dinâmica" em agosto.

Foi na Ásia-Pacífico que as vendas foram mais dinâmicas, "apesar dos eventos atuais em Hong Kong": +23,8% para 59,2 milhões de euros, contra +12,4% na Europa, excluindo França, para 87,5 milhões de euros, graças a um "bom arranque das coleções outono-inverno 2019", e +11% na região das Américas, apesar de uma base de comparação muito elevada, detalha a SMCP.

Por marca, ainda no terceiro trimestre, a Sandro registou um aumento de 12,2% para 133,4 milhões de euros, a Maje subiu 10% para 108,3 milhões de euros, enquanto a Claudie Pierlot e a De Fursac (recentemente adquirida e integrada ao longo de um mês) aumentaram 8%, para 32,9 milhões de euros.
 
Evelyne Chetrite e Judith Milgrom fundaram, respetivamente, a Sandro e a Maje em Paris em 1984 e 1998, e continuam a garantir a direção artística. Fundada em 1984 por Claudie Pierlot, a marca homónima foi adquirida em 2009 pelo grupo que se tornaria SMCP.

Copyright © AFP. Todos os direitos reservados. A Reedição ou a retransmissão dos conteúdos desta página está expressamente proibida sem a aprovação escrita da AFP.