×
Por
Exclusivo
Publicado em
1 de dez. de 2010
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Varejo prevê Natal muito mais aquecido

Por
Exclusivo
Publicado em
1 de dez. de 2010

As compras para o Natal prometem estar aquecidas neste fim de ano. As intenções de compra aumentam e o comércio varejista prepara-se para a data com grande expectativa de incremento de vendas. Uma pesquisa realizada pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) mostra que 19% dos consumidores pretendem utilizar parte do 13º salário para compra de presentes, segundo o levantamento feito pela entidade durante o mês de outubro com 567 pessoas de todas as classes sociais. Para o economista Miguel Ribeiro de Oliveira, coordenador do estudo, o dado indica que “a melhora da economia, com o crescimento da renda e do emprego, e o crescimento do crédito, reduziram as dívidas pendentes destes consumidores”.

A pesquisa mostra ainda que 57% pretendem utilizar o 13º salário para pagar dívidas (no ano passado, o índice era superior, de 64%), 12% pretendem poupar para os gastos do início do ano (como IPTU, IPVA, material e matrículas escolares) e 3% pretendem destinar o pagamento para compra e reforma de residência. Outros 6% já receberam o benefício ao longo do ano ou fizeram empréstimos de antecipação e apenas 3% pretendem poupar parte do que sobrará. Segundo a Anefac, o índice dos que pretendem guardar parte do abono, apesar de ainda pequeno, cresceu 200% na comparação com 2009, quando só 1% dos entrevistados afirmaram que poupariam parte dos recursos.

O aumento de mais de 11% no número de consumidores que pretendem utilizar o 13º salário para a compra de presentes, entre outros fatores, tem animado os varejistas. Aparecida de Negri Recco, proprietária da Calçados Alterosa (Mandaguaçu/PR), espera vender bastante presentes este ano, já que investe contando com isso. “Por enquanto não temos uma base de como será o Natal, mas o Dia das Crianças foi muito bom, correspondeu às nossas expectativas, então esperamos que o Natal seja melhor do que no ano passado. Pretendo vender de 10 a 15% a mais”, afirma.

Copyright © 2021 Exclusivo On Line. Todos os diretos Reservados.