×
749
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Valentino: Undercover e Birkenstock participam no sucesso da casa italiana

Traduzido por
Estela Ataíde
Publicado em
today 18 de jan de 2019
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Duas colaborações - uma com um gigante da moda e outra com uma marca conceptual - garantiram o sucesso da mais recente coleção da Valentino, apresentada na noite de quarta-feira em Paris.


Valentino - outono-inverno 2019 - Moda masculina - Paris - © PixelFormula


O diretor criativo da Valentino, Pierpaolo Piccioli, associou à marca alemã Birkenstock e ao mais aclamado criador de moda conceptual, Jun Takahashi, da marca independente Undercover, para apresentar uma excecional coleção de prêt-à-porter masculino.
 
Cerca de 500 convidados reuniram-se na Galerie Courbe, um espaço ainda bastante delapidado no interior do Grand Palais. A impaciência era palpável.

Com Jun Takahashi, Pierpaolo Piccioli criou montagens de imagens, misturando naves espaciais, discos voadores, rockers dos anos 1990 e Ludwig van Beethoven, este último aparecendo em camisolas em mohair bege, casacos intarsia, trench-coats em jacquard e mesmo na banda sonora do desfile. No seu mix brilhante, o DJ Michel Gaubert sobrepôs a Sinfonia No. 9 de Beethoven com a versão de Space Oddity, de David Bowie, pelo Langley Schools Project Music.

Todos os modelos percorreram a passarela calçando sapatilhas high-tech e ergonómicas ou Birkenstocks, geralmente feitas em couro preto, chiques e robustas. "É ótimo trabalhar com a Valentino, uma das maiores casas de moda. Naturalmente, vamos distribuir as peças da colaboração de forma muito seletiva: nas nossas flagships, nas suas maiores lojas e na internet. Não poderia estar mais feliz do que aqui, em Paris, com a Valentino ", disse Oliver Reichert, CEO da Birkenstock.

A Birkenstock vendeu cerca de 30 milhões de pares de sapatos no ano passado, a um preço médio inferior a 100 euros. As sandálias Valentino serão distribuídas em menos de 20 lojas Birkenstock por cerca de 400 euros. É aquilo a que se chama distribuição direcionada.

"Acredito que a Valentino é uma marca de alta costura, que não tem outra opção senão ser contemporânea. Para isso, quero que a casa Valentino continue relevante. Foi por essa razão que quis trabalhar com a Birkenstock, porque é provavelmente a marca mais universal no mundo. Como uma marca de jeans. A combinação da universalidade da Birkenstock com a individualidade suprema da alta costura cria uma tensão que eleva a Valentino", explica Pierpaolo Piccioli.


Valentino - outono-inverno 2019 - Moda masculina - Paris - © PixelFormula


De resto, foi uma coleção notavelmente preta - sob a direção de Piccioli, a Valentino tornou-se famosa pelos seus estampados florais. Casacos em feltro de lã e parkas caqui escuro, decorados com imagens Undercover/Valentino e carimbados com um logótipo especial "VU" nas costas.

"As regras relativas ao vestuário masculino mudaram pouco durante vários séculos, até recentemente. Atualmente, essas regras rígidas foram abandonadas. O meu objetivo é fazer com que o mundo da alfaiataria e o do streetwear coexistam no mesmo guarda-roupa", diz Pierpaolo Piccioli.

Segundo o criador, a sua colaboração com a Undercover resultou de uma "amizade pessoal com Jun”. “Temos trabalhado em estreita colaboração, utilizando seleções de imagens - da era espacial a Laranja Mecânica. Não há necessidade de explicar isto racionalmente, simplesmente fez sentido!"

Copyright © 2019 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.