×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
10 de abr de 2020
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Valentino desacelera crescimento em relação a 2018

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
10 de abr de 2020

Após anos de crescimento de dois dígitos, Valentino começou a ver o seu desenvolvimento a atenuar desde 2017. Uma tendência mantida em 2019. Graças ao posicionamento claramente identificável, a marca de luxo romana, continuou com um bom desempenho. No ano passado, ela registrou 1.223 bilhão de euros, 2,4% a mais do que no ano anterior.


Último desfile de moda da marca italiana, para o inverno 2020/ 2021 - Valentino


Em 2018, as suas vendas atingiram 1,194 bilhão de euros, 2,9% a mais que em 2017, quando registraram crescimento de 5% para 1,16 bilhão de euros.
 
O impacto negativo da crise no setor do varejo de luxo em Hong Kong, relacionado às manifestações pró-democracia que se prolongaram durante um longo período no ano passado, resultou numa perda de 20 milhões de euros para a Valentino, que conta com 11 pontos de venda no país", afirmou a marca em comunicado, salientando que apesar desta crise significativa, a empresa "registrou um crescimento positivo no resto do mundo, com desempenhos estáveis limitados apenas à América do Norte e à Europa".


Valentino - outono-inverno 2020 - Moda Feminina - Paris - © PixelFormula

 
"Em uma economia caracterizada pela incerteza", a Valentino destaca o excelente desempenho das suas vendas online, que saltaram 56%, "confirmando o papel fundamental do canal digital para o desenvolvimento exponencial do negócio".

"No atual contexto socioeconômico, a Valentino está reforçando cada vez mais a experiência online, colocando-a no centro da sua estratégia", acrescentou a marca.
 
Avivando a memória, em 2017, a marca celebrou uma parceria com o site de vendas online de luxo Yoox Net-A-Porter (YNAP) para a distribuição e entrega dos seus produtos. As duas empresas combinaram os seus recursos de vendas online numa interface multi-canal nomeada "Next Era". Uma solução que permite aos clientes terem acesso, tanto aos estoques das lojas Valentino, como à rede de oito centros de entrega YNAP, beneficiando assim de prazos de entrega mais curtos.


Valentino encerra 2019 com um aumento de 2,4% para 1,22 bilhão de euros, apesar da crise em Hong Kong

 
A marca, que conta com 212 lojas em todo o mundo, abriu no ano passado loja em Toronto e Pequim, sendo a China um dos principais mercados.
 
Em 2020, Valentino reforçou também a sua gestão, criando os cargos de Brand Director, confiados a Alessio Vannetti (ex-Gucci), e World Sales Director (CCO), recrutando Marco Giacometti (ex-Fendi), que deverá em breve assumir o cargo.
 
Os rumores de uma possível venda da Valentino pela Mayhoola foram, novamente, negados no mês passado pelo CEO Stefano Sassi, durante um evento organizado pelo jornal italiano Corriere della Sera.

Em 2 de abril, a Maison Valentino anunciou no site da marca que a Mayhoola está apoiando Espanha na emergência de COVID-19 através da doação de 1 milhão de euros. Essa doação contribuirá para a expansão do hospital de campanha construído no Centro de Exposições de Madri (IFEMA).
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.