×
751
Fashion Jobs
keyboard_arrow_left
keyboard_arrow_right

Tricô esquenta o inverno de Prada e D&G em Milão

Por
Terra
Publicado em
today 26 de fev de 2010
Tempo de leitura
access_time 2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Os desfiles de inverno 2010 de Milão começaram pra valer nesta quinta-feira (25) com a apresentação de grife como Prada, Fendi, D&G e Just Cavalli, apesar do início oficial na quarta, com a abertura pela estilista Elena Mirò, que faz modelos para mulheres plus size.

Dolce&Gabbana, Prada
D&G apresenta desfiles com muito tricô


Mas se as apresentações prometem esquentar ainda mais de sexta a domingo, nas passarelas, o tricô foi a grande vedete do dia, ao lado da presença constante de peles.

Tanto a Prada quanto a D&G apostaram de forma firme e forte nos tricôs. A grife comandada por Miuccia Prada levou sobretudos, saias, blusas e cardigãs tricotados. Se os tricôs não apareciam por inteiro, vinham em meias ou em golas. A silhueta da Prada não é seca. As saias ganham volumes, com exceção de alguns casacos. Nas estampas, xadrezes em cores profundas, como azul e vinho, sobrepostos a pretos. E como Prada é Prada no quesito antecipação de tendências, algumas peças apareceram com aspecto plastificado, o que promete se intensificar nas próximas temporadas.

A D&G, segunda marca da dupla Dolce & Gabbana, depois do apelo country, com jeans, babados e transparência para o verão, colocou na passarela de inverno também muito tricô, mas desses com desenhos, que se usavam bem antigamente, com florzinhas e bichinhos, ou até mesmo estampas geométricas, principalmente em preto-e-branco. Vinham em shorts, macacões, casaquinhos, vestidos, calças, saias. Botas com pele para ninguém reclamar de pé frio também desfilaram, junto com vestidos longos transparentes, brancos ou estampados. Aliás, as peles, sempre elas, adornavam várias outras peças.

A Fendi também levou pele, principalmente nos casacos, como o que lembra o usado por Cruela Cruel, no 101 Dalmatas. Nas golas, o recurso também foi usado. A grife desenhada por Karl Lagerfeld trouxe muitos casacos em tecido, alguns mais curtos e na linha A. As saias são mais volumosas, com corte godê ou franzido, mas há espaço para mais justas. Nas cores, preto, marrom, verde e pinceladas de amarelo.

Se tanto a Prada quanto a Fendi trouxeram comprimento pelos joelhos, a segunda marca de Roberto Cavalli, a Just Cavalli, para jovens, apostou em minissaias, usadas com leggings estampadas, jaquetas curtas, também com pele e sapatos altos. Nas padronagens, de xadrezes a peles de animais.

Rosângela Espinossi

Copyright © 2019 Terra. Todos os direitos reservados.