×
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
4 de out. de 2018
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Tranoï será lançado em Xangai

Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
4 de out. de 2018

Depois de uma aventura em Nova York entre 2015 e 2017, o salão francês, Tranoï, irá se aventurar mais uma vez no exterior. Desta vez, o destino escolhido é a China, um país que tem sido alvo do interesse do organizador de eventos de moda B2B há algum tempo. Tranoï, que acaba de celebrar seus 20 anos de existência, terá uma edição realizada durante a Semana da Moda em Xangai em abril de 2019. No dia 14 de outubro, será organizado um evento de pré-lançamento, informou o CEO da Tranoi, David Hadida, para o Fashion Network.


Tranoï


"Obviamente estamos interessados no mercado chinês há muito tempo, e especialmente na Semana da Moda de Xangai", explica o CEO da Tranoï. "Há uma explosão deste evento e eu fui seduzido pela juventude dos atores, seu desejo de avançar e, obviamente,  pelo potencial deste mercado", acrescenta.

Tranoï organizará um evento de pré-lançamento no dia 14 de outubro, no meio da Semana de Moda da maior cidade chinesa. Neste evento, estarão presentes representantes de instituições, jornalistas, compradores e influenciadores. Ele será realizado no Bailian YQL Fashion Center e contará com uma exposição imersiva com moda e multimídia - elaborada em colaboração com NellyRodi, a partir do último estudo da agência sobre os consumidores chineses, ilustrando as tipologias que foram atualizadas - e o desfile de cinco marcas selecionadas pela Tranoï: Cathrine Hammel, Pierre-Louis Maschia, Fête Impériale, Nathalie Ballout e Twins Florence, como uma prévia da oferta que o salão quer levar na próxima temporada.

"Nosso objetivo não é fazer a mesma coisa que fazemos Paris, ou que fizemos em Nova York", explicou David Hadida. O mercado chinês é diferente por várias razões. Primeiro, porque a abordagem exige que as marcas sejam acompanhadas, devemos ir além e fornecer uma plataforma de serviços que lhes permita ter sucesso na China, e nós também precisamos ser acompanhados. Ao contrário de Nova York, vamos contar com um parceiro local. A lição que aprendemos com a nossa experiência nos Estados Unidos é ficar mais atentos ao mercado local", resume o líder.

Apesar de Tranoï não ter dado muitos detalhes sobre o formato B2B que será apresentado em abril de 2019, sabemos que terá uma mistura de marcas que já expõem em Paris, além de marcas chinesas e asiáticas. "Vamos começar com um formato pequeno, e depois vamos ampliar. Precisamos ser seletivos e levar para Xangai apenas as marcas que estão prontas para entrar no mercado e têm uma organização adequada”, afirma David Hadida.

Durante a Semana da Moda de Xangai, já existem dois outros salões dedicados às marcas do mercado seletivo: Fashion Shanghai e On Time, que fizeram uma parceria com a feira italiana White em 2017.

Tranoï escolheu ir ao encontro dos compradores chineses que estão aumentando graças ao surgimento de uma rede multimarcas intermediária, entre mercado de massa e luxo. Compradores que não vão à Paris e não conhecem o evento. Esta nova experiência irá completar o sistema atual do Tranoï, que conta com quatro salões anuais em Paris, e cuja última edição foi realizada neste final de semana, além de showrooms mais íntimos como Tranoï Richelieu e Tranoï Week, em parceria com a London Show Rooms. Tranoï também está trabalhando no lançamento de sua extensão digital, Tranoï Online, mas seu lançamento oficial, inicialmente previsto para este mês, foi adiado para daqui alguns meses.

Copyright © 2022 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.