×
1 082
Fashion Jobs
GRUPO BOTICARIO
Analista de CRM ii – Venda Direta (Afirmativa Para Talentos Diversos)
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Analista fp&a i - Gestão de Verbas Comerciais
Efetivo · São José dos Pinhais
GRUPO BOTICARIO
Pessoa Coordenador(a) de Compras de Eventos
Efetivo · São José dos Pinhais
RENNER
Product Owner (po) - Omnichannel
Efetivo · São Paulo
FARFETCH
Product Manager (Ecommerce Experience) - Farfetch Platform Solutions
Efetivo · SÃO PAULO
GRUPO BOTICARIO
Especialista ii Treinamento Comercial Venda Direta - Franschising
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Pessoa Compradora de Projetos Júnior - Híbrida - PR
Efetivo · São José dos Pinhais
MARISOL
Analista de CRM - São Paulo
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Gerente sr Comercial Lojas Boti (Nordeste)
Efetivo · Brasília
RENNER
Content & Performance Manager
Efetivo · São Paulo
VIVARA
Analista de Compliance Senior
Efetivo · São Paulo
MARISOL
Analista de CRM
Efetivo · Jaraguá do Sul
RENNER
Product Owner (po) | Marketplace – Onboarding de Sellers
Efetivo · São Paulo
RENNER
Product Owner (po) | Marketplace - Atendimento e Pós-Vendas
Efetivo · São Paulo
RENNER
Coordenador de CRM
Efetivo · São Paulo
CAEDU
Operador de Loja
Efetivo · São Paulo
GRUPO BOTICARIO
Consultor(a) de Vendas - o Boticário (Boulevard Shopping)
Efetivo · Brasília
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Atendimento (Afirmativa Para Talentos Diversos)
Efetivo · Curitiba
GRUPO BOTICARIO
Supervisor(a) de Atendimento (Afirmativa Para Talentos Diversos)
Efetivo · Curitiba
GRUPO LUNELLI
Inspetor(a) de Qualidade - Externo
Efetivo · Guaramirim
VIVARA
Vendedora –Shopping Cidade São Paulo – São Paulo/ sp
Efetivo · São Paulo
MARISOL
Analista de Sistemas - E-Commerce
Efetivo · Jaraguá do Sul
Por
Reuters API
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
26 de out. de 2022
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Tod's: Della Valle fica aquém do alvo da oferta pública

Por
Reuters API
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
26 de out. de 2022

Diego della Valle não atingiu o objetivo de subir para pelo menos 90% das ações da Tod's (incluindo 10% da LVMH através da Delphine, com quem se mudou em pleno acordo) que Della Valle tinha estabelecido como condição de eficácia quando ele e a sua Deva Finance lançaram a oferta pública de aquisição de 25,5% das ações da Tod's no mercado.


A Tod's deverá ser incorporada na Deva Finance no prazo de seis meses - @tods


Os pedidos, no final do último dia do período de aceitação, segundo dados da Bolsa Italiana, ascendiam a 48,9% das ações sujeitas à oferta. A partir disto, pode calcular-se que a empresa financeira da família Della Valle (Deva Finance, que é dirigida por Diego della Valle e pelo seu irmão Andrea e controla 64,5% da empresa) com as adesões à oferta poderia teoricamente aumentar a sua  participação em cerca de 12,5%, o que, somando os 10% da carteira da gigante do luxo LVMH, lhe permitiria subir para cerca de 87% do capital.

A oferta foi lançada no início de agosto, com o objetivo de retirar a lista. O prospecto inclui a possibilidade de renunciar às condições de eficácia e a de uma possível prorrogação do período de aceitação por mais cinco dias. E uma espécie de 'plano B' já foi anunciado para retirar a empresa da Piazza Affari mesmo que a oferta falhe: uma fusão por incorporação da Tod's na Deva Finance, no prazo de seis meses, pagando aos acionistas um direito de retirada.

O objetivo de sair da bolsa, de acordo com o seu sólido amigo Bernard Arnault (tinha sido declarado que a Delphine da LVMH não participaria na oferta e que pretende manter inalterada a sua participação de 10%) nasceu - como foi explicado ao anunciar a operação - para ter maior liberdade de ação numa estratégia que visa "reforçar o posicionamento das marcas", Tod's, Hogan, Roger Vivier, Fay, "na parte superior do mercado da qualidade e do luxo".

A ação, que no último dia do período de aceitação caiu abaixo do valor do preço oferecido, 40 euros, pela primeira vez desde o anúncio da oferta pública de aquisição, encerrou o dia de negociação na Piazza Affari, caindo 2,42% para 39,6 euros por ação, depois de ter marcado o mínimo da sessão de 38,76 euros na abertura.

© Thomson Reuters 2023 All rights reserved.