×
Publicado em
2 de jun. de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Timberland avança com iniciativa de couro regenerativo

Publicado em
2 de jun. de 2020

A empresa especializada em calçados, itens de vestuário e acessórios voltados para atividades ao ar livre e uso casual, Timberland, anunciou uma nova parceria com The Savory Insititute. A iniciativa faz parte dos seus esforços para ajudar a construir uma cadeia de fornecimento de couro regenerativo para a indústria de vestuário e calçados.


A Timberland apoia a organização sem fins lucrativosThe Savory Institute

 
Atualmente, a estratégia da VF Corp Timberland envolve a identificação, agregação e conexão de fazendas regenerativas com seus parceiros de curtumes de grande escala.

The Savory Institute é uma organização sem fins lucrativos que promove a regeneração em larga escala das pastagens do mundo. A organização se une ao outro parceiro recém-anunciado da Timberland em sua iniciativa de regeneração de couro, Other Half Processing, que tem como fonte as peles das fazendas regenerativas de pastoreio Thousand Hills Lifetime Grazed.

Através da nova parceria, a Timberland tornou-se uma instituição de caridade do The Savory Institute e membro do programa de consultoria corporativa Land to Market Frontier Founder. A empresa também co-financiará o processo de Verificação de Resultados Ecológicos (EOV) do Instituto para as fazendas de pastagem Thousand Hills Lifetime Grazed.

O processo EOV procura medir os benefícios tangíveis do pastoreio regenerativo na terra e também fornece dados de feedback valiosos para os agricultores, que podem modificar as suas práticas de acordo com as informações fornecidas. 

As práticas de pastoreio regenerativo imitam o movimento natural dos animais, dando às gramíneas tempo para descansar e regenerar. Portanto, fazendas que usam essas técnicas não apenas fornecem melhor alimento para o gado, mas também melhoram a saúde do solo, apoiam a biodiversidade e tornam a terra mais produtiva, além de mais resiliente à seca e às chuvas fortes.
 
"O movimento regenerativo tem sido amplamente focado na indústria de alimentos até o momento, mas nós, do Savory Institute, acreditamos que há uma oportunidade de sinergia com a indústria do vestuário que abre benefícios inigualáveis ​​para o planeta", disse Chris Kerston, diretor comercial do programa Land to Market da Savory, em um comunicado.

"A indústria da moda tem um impacto significativo nas emissões de gases de efeito estufa e acreditamos que é nossa responsabilidade fazer parte da solução", acrescentou a diretora de sustentabilidade da Timberland, Colleen Vien. "A agricultura regenerativa representa uma poderosa oportunidade para ir além da simples minimização do nosso impacto, para realmente criar valor e ter um efeito positivo para a terra e para os agricultores".
 

Na próxima temporada, a Timberland vai lançar uma coleção de botas feitas em couro regenerativo. - © Timberland


Outras iniciativas introduzidas pela Timberland para apoiar o desenvolvimento de uma cadeia de suprimentos de couro regenerativo incluem o lançamento de uma coleção de botas feita de couro proveniente de fazendas Thousand Hills Lifetime Grazed, prevista para o segundo semestre de 2020.
 
O apoio mais amplo da empresa às questões ambientais envolveu o lançamento da bota Earthkeepers em 2007, bem como o compromisso assumido em 2019 de plantar 50 milhões de árvores nos próximos cinco anos.

A Timberland foi fundada em 1952, por Nathan Swartz, em Boston, no estado norte-americano de Massachusetts, e encontra-se sediada em Stratham (New Hampshire, EUA).
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.