×
849
Fashion Jobs
GRUPO BOTICARIO
Consultor Comercial jr
Efetivo - CLT · CURITIBA
GRUPO BOTICARIO
Cientista de Dados CRM vd sr
Efetivo - CLT · Curitiba
RENNER
Gerente de Marketing - Marca e Sustentabilidade
Efetivo - CLT · Porto Alegre
RENNER
Gerente de Marketing e Analytics
Efetivo - CLT · Porto Alegre
AMARO
Tech & Data Business Partner
Efetivo - CLT · São Paulo
CHILLI BEANS
Supervisor de Vendas no Varejo - Chilli Beans
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Buyer
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Buyer
Efetivo - CLT · São Paulo
RENNER
Analista de Produto - Licenciados
Efetivo - CLT · Porto Alegre
RENNER
Comprador
Efetivo - CLT · Porto Alegre
AMARO
SEO Analyst
Efetivo - CLT · São Paulo
CAMICADO
Supervisor de Vendas - Tijuca/rj
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
RENNER
Analista de RH - Business Partner
Efetivo - CLT · Porto Alegre
CAMICADO
Supervisor de Vendas e Operação de Loja - Brasília
Efetivo - CLT · Brasília
RENNER
Encarregado de Logistica E-Commerce
Efetivo - CLT · Rio de Janeiro
GRUPO BOTICARIO
Analista Gestão de Riscos Csc pl
Efetivo - CLT · Curitiba
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral
RENNER
Supervisor de Vendas| Imperial Shopping - Imperatriz ma
Efetivo - CLT · Imperatriz
RENNER
Supervisor de Vendas| Shopping Golden Calhau - São Luís
Efetivo - CLT · São Luís
RENNER
Supervisor de Vendas| São Luís Shopping
Efetivo - CLT · São Luís
RENNER
Supervisor de Vendas| Natal Shopping
Efetivo - CLT · Natal
RENNER
Supervisor de Vendas| Sobral Shopping - ce
Efetivo - CLT · Sobral

The Squirrelz: aplicativo pretende fechar o ciclo de desperdício da moda

Por
Stylo Urbano
Publicado em
today 14 de out de 2016
Tempo de leitura
access_time 3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

É notório hoje o poder da China em vários setores, até mesmo aquele de têxteis e vestuário. Assim, o gigante asiático se configura como o maior produtor de roupas no mundo fabricando ainda 50% dos tecidos com cerca de 80 bilhões de metros por ano. Nas fábricas chinesas sobram toneladas de resíduos têxteis como retalhos, tiras defeituosas e restos de produções com defeito que vão parar no lixo.

 
Para tentar resolver este problema do desperdício, a chinesa Bunny Yan lançou o aplicativo móvel The Squirrelz, a fim de unir diferentes fábricas têxteis e de vestuário, com grandes volumes de resíduos têxteis, a marcas e estilistas que sabem como tirar proveito dessa matéria-prima.
 
Em 2013, Bunny Yan abriu sua primeira loja 'upcycled' em Xangai chamada 'The Squirrelz' para venda de acessórios e itens domésticos. O foco era vender bens produzidos de forma sustentável por designers locais de bolsas, joias e artigos domésticos 'upcycled'. Dois anos mais tarde, ela se tornou a 1ª plataforma e-commerce sustentável da China, semelhante ao site de varejo americano Etsy.

O e-commerce The Squirrelz oferece uma plataforma de serviços, fazendo todas as fotos, o conteúdo e a comercialização. Assim, os designers podem se concentrar apenas nos produtos. A empresa também lançou um novo serviço para conectar as fábricas de tecidos e roupas da China com os jovens designers, o que iria ajudar essas fábricas a livrarem-se dos resíduos têxteis para que, dessa forma, elas possam fornecer aos criadores um fluxo constante de retalhos, tiras defeituosas e restos de produções.
 
Bunny Yan descobriu que os tecidos que as fábricas chinesas descartavam como 'sobras' eram utilizáveis, por se tratarem de tecidos novos. No entanto, as fábricas não vendem seus resíduos porque eles não são seu principal foco de lucro e ainda porque não têm a infraestrutura necessária para isso.
Assim, o aplicativo The Squirrelz se torna uma forma de incentivar a reutilização de um material que é considerado 'lixo' desde o começo e quebra a corrente de desperdício tão comum na indústria da moda.
 
Estilistas de moda upcycling podem adquirir os retalhos de tecidos desde que estejam dispostos a pagar o valor do frete. Por enquanto, o aplicativo só funciona nos Estados Unidos, mas Bunny Yan planeja expandir sua atuação para novos mercados.
 
No Brasil, por outro lado, já há algo parecido, o Banco de Tecidos, mas que não funciona como um aplicativo. Nas confecções do Brás e do Bom Retiro, tradicionais redutos de têxteis e vestuário de São Paulo, todos os dias são geradas 20 toneladas de retalhos de tecido, material colocado nas calçadas e recolhido por caminhões como lixo comum. A Sinditêxtil lançou em 2012 o projeto Retalho Fashion para recolher esses tecidos e reciclá-los em outras aplicações. Vamos esperar que haja inovações neste sentido aqui também.

Copyright © 2020 Stylo Urbano. Todos os direitos reservados.