×
Por
Stylo Urbano
Publicado em
4 de out. de 2016
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

The Life of Jeans: vídeo alerta sobre o desperdício na fabricação do denim

Por
Stylo Urbano
Publicado em
4 de out. de 2016

A plataforma americana agregadora de blogs Huffington Post apresenta um vídeo que busca documentar as práticas de desperdício envolvidas na fabricação de peças jeans na China e Índia. O vídeo 'The Life of Jeans' mostra em especial o denim produzido nesses países, descrevendo práticas insustentáveis com o uso de químicos e o desperdício de recursos naturais.


O vídeo retrata a transição da produção do jeans durante o último século, com peças jeans deixando de ser produzidas nos EUA para serem produzidas na Ásia de forma mais barata e com menos regulação. 
 
"Algumas das ideias no vídeo são controversas, mas as calças jeans não aparecem magicamente nas lojas. Elas têm de serem produzidas em algum lugar", diz Paul Josephson, produtor do vídeo do Huffington Post.

É notório que a China é o principal exportador mundial de tecidos e vestuário, e sua fabricação consome muita água, químicos e energia. De acordo com o Greenpeace estabelecido na Ásia Oriental, a indústria têxtil do gigante asiático é responsável por nada mais nada menos que 10% das emissões de resíduos industriais na água, com 72 produtos químicos tóxicos provenientes exclusivamente do tingimento têxtil. Assim, para ilustrar o caso, o ditado chinês para esta situação é que se pode dizer a cor da moda na próxima temporada pela cor dos rios.
 
O filme faz parte da série 'Rise' do Huffington Post e se destina a mostrar aos consumidores como os artigos jeans, vendidos tão barato nas grandes redes de fast-fashion, são produzidos e o real impacto socioambiental. "O desperdício é uma questão tão difundida nos dias de hoje que as pessoas não estão conscientes disso", comenta Paul Josephson. Confira o vídeo clicando aqui.

Copyright © 2021 Stylo Urbano. Todos os direitos reservados.