×
Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de mar. de 2020
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Tapestry, Inc. fornece atualizações sobre iniciativas de resposta ao COVID-19

Traduzido por
Helena OSORIO
Publicado em
27 de mar. de 2020

A Tapestry Inc., empresa-mãe da Coach, Kate Spade e Stuart Weitzman, anunciou um novo conjunto de iniciativas para apoiar os funcionários e aumentar a flexibilidade financeira, já que a pandemia de COVID-19 continua a ter impacto na economia. 

As novas iniciativas marcam a última mudança da empresa, uma vez que anunciou que fecharia temporariamente todas as lojas na América do Norte e Europa no início deste mês. A empresa estendeu o fecho dessas lojas por mais duas semanas, até 10 de abril. 


Tapestry estendeu fecho de lojas até 10 de abril - Instagram @coach


Os funcionários das lojas fechadas continuarão a receber pagamento e benefícios, durante as próximas quatro semanas, disse a empresa, que vai libertar mais decisões de fecho de lojas numa base bissemanal. 

Quase todas as lojas da empresa reabriram, na China, enquanto noutros lugares da Ásia, a maioria das lojas está aberta e opera em horário reduzido.

As plataformas de comércio electrónico da Tapestry e os centros de distribuição continuam operacionais a nível global, em todas as principais regiões. 

Tal como a Target, LVMH e outras, a Tapestry é membro da indústria varejsta que contribui para os esforços de ajuda durante a pandemia. Para oferecer assistência, as fundações da Tapestry irão equiparar os presentes feitos pelos funcionários da Tapestry, na América do Norte, para apoiarem causas beneficentes qualificadas de COVID-19, até $10.000 por funcionário, sob o programa de presentes equiparados da Tapestry, disse a empresa. 

Além disso, a empresa informou que irá doar 15.000 máscaras para hospitais nos EUA, Reino Unido e Espanha, com máscaras adicionais que deverão ser entregues em abril.

A Coach Foundation também fará uma contribuição adicional para uma organização que conta com a participação de funcionários na América do Norte, e tanto a Coach como a Kate Spade New York Foundations estão a trabalhar em parceria com entidades dos sectores público e privado que estão a trabalhar para ajudar os necessitados. 

A empresa terminou 2019 com $1,2 biliões em dinheiro e investimentos de curto prazo. Para reforçar a liquidez, a empresa está a retirar US$ 700 milhões da linha de crédito rotativo de US$ 900 milhões, suspendeu os dividendos trimestrais em dinheiro a partir do quarto trimestre do ano fiscal de 2020 e está a explorar oportunidades para cortar "despesas operacionais não essenciais, ao mesmo tempo que reduz os gastos de capital e administra rigidamente os stocks", disse a Tapestry. 

A empresa adiantou, ainda, que está a suspender o programa de recompra de ações. Atualmente, a empresa tem US$ 600 milhões restantes na sua atual autorização de recompra de ações, após US$ 300 milhões em recompras concluídas no primeiro trimestre do ano fiscal de 2020.

"Neste período de volatilidade sem precedentes, estamos focados nos nossos accionistas, incluindo os funcionários e accionistas", disse Jide Zeitlin, presidente e CEO da Tapestry.

"Estamos a tomar medidas imediatas para apoiar os nossos funcionários e as comunidades locais. Temos uma história de 80 anos de navegação bem sucedida em crises externas. As nossas três marcas são poderosas e repercutem profundamente com os consumidores em todo o mundo. Isto, juntamente com a resiliência das equipas, sublinha a nossa confiança no futuro".

A Tapestry disse que irá fornecer uma atualização sobre os impactos operacionais e financeiros do surto nos negócios globais, durante sua conferência telefónica do terceiro trimestre fiscal de 2020, agendada para 30 de abril de 2020.
 

Copyright © 2021 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.