×
Por
Europa Press
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
3 de nov. de 2017
Tempo de leitura
2 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Tadashi Yanai deixará a presidência da Fast Retailing (Uniqlo) daqui a dois anos

Por
Europa Press
Traduzido por
Novello Dariella
Publicado em
3 de nov. de 2017

Tadashi Yanai, fundador e presidente da Fast Retailing, matriz da Uniqlo, conhecida como a "Zara japonesa", anunciou a intenção de se aposentar em 2019, ano em que ele completará setenta anos, embora afirmou que continuará presidindo o conselho de administração, com o objetivo de supervisionar as ações futuras e assessorar a governança corporativa.


AFP/Fred Dufour


A informação foi confirmada pelo executivo durante uma entrevista concedida ao jornal japonês "Nikkei", na qual ele enfatizou a importância de colocar na liderança do grupo jovens gestores com "força física" e um "grande conhecimento tecnológico", com capacidade para tomar decisões rápidas e manter em dia uma indústria de mudanças constantes, como é a da moda.

Yanai confirmou que o próximo presidente do grupo de "retail" será a pessoa "mais adequada" dentro de sua atual equipe de gerenciamento. A Fast Retailing tem mais de quarenta diretores executivos, dos quais dois são filhos de Yanai, embora ele tenha descartado a possibilidade de um deles ser seu sucessor.

O diretor já iniciou seu plano de sucessão que se prolongará por dois anos, e uma vez efetivo, ele continuará presidindo o conselho de administração, pois, segundo ele, "não existe aposentadoria para os fundadores".

Em 2002, a Fast Retailing nomeou Genichi Tamatsuka como presidente e sucessor de Yanai, no entanto, seu fundador assumiu novamente três anos depois, uma vez que o grupo teve uma redução nos lucros. Há quatro anos, Yanai novamente não cumpriu sua intenção de se aposentar aos 65 anos.

A Fast Retailing obteve um lucro líquido recorde de 119,2 bilhões de ienes (895,5 milhões de euros) no final de seu exercício fiscal que terminou em agosto passado, sendo um aumento de 148% em relação ao ano anterior, de acordo com os dados publicados pela empresa. As receitas da empresa cresceram 4,2%, para 13,984 milhões de euros.
 

Copyright © 2022 Europa Press. Está expressamente proibida a redistribuição e a retransmissão do todo ou parte dos conteúdos aqui apresentados sem o prévio e expresso consentimento.