×
Por
Exclusivo
Publicado em
16 de fev. de 2012
Tempo de leitura
3 Minutos
Compartilhar
Baixar
Fazer download do artigo
Imprimir
Clique aqui para imprimir
Tamanho do texto
aA+ aA-

Sustentabilidade foi tema do debate

Por
Exclusivo
Publicado em
16 de fev. de 2012

O II Congresso Internacional de Inovação e Tecnologia, evento que ocorreu paralelo a 5ª edição ao salão Inspiramais, em São Paulo. Os temas sustentabilidade e ações de responsabilidade social nortearam os debates e as apresentações do congresso.

A consultora e stylist Chiara Gadaleta apresentou a palestra 'Sustentabilidade, consciência e transformação', na qual enfatizou os pilares da sustentabilidade: ecológico, social, ambiental e econômico. "A cadeia produtiva do mercado de moda precisa ser interdependente. A sustentabilidade está na moda, mas isso não quer dizer que o conceito esteja claro", alertou.

O design brasileiro e a sustentabilidade foi o tema tratado pela jornalista e professora de História do Design, Adélia Borges. Para ela, não existem produtos 100% ecológicos. "Precisamos traduzir esse conceito amplo e genérico de sustentabilidade em experiências inspiradoras", ressaltou. Agregar inteligência às nossas matérias-primas brasileiras, segundo ela, é o grande desafio da indústria. "Os processos dos produtos devem ter o menor impacto possível no ambiente em todo o seu ciclo", explicou.

O case da empresa Natura, com o gerente de relacionamento Sergio Talocchi, mostrou as crenças da marca baseadas em sustentabilidade e inovação. Talocchi enfatizou a valorização da biodiversidade brasileira, a importância das relações com seus fornecedores e o desejo de contribuir para a evolução da sociedade. A criação da linha Ekos, no ano 2000, foi o início do uso sustentável da biodiversidade.

"Essa linha materializa os conceitos que a Natura quer trazer para a percepção do consumidor", disse. Hoje, 32 comunidades fornecem matéria-prima para a empresa, especialmente da Amazônia. "A relação direta, frente a frente com as pessoas das comunidades tem feito a diferença no trabalho da Natura", enfatizou.

A palestra da marca francesa de tênis 'Twins for Peace - Como agregar valor para marcas de moda através de ações sociais', com Maxime Mussard e Dimitri Mussard, trouxe a experiência da grife que fabrica tênis artesanalmente utilizando 90% da matéria-prima reciclada, além de aliar responsabilidade social com projetos em diversos países do mundo, incluindo o Brasil.

No País, o 'Shoe Project' envolveu uma escola da favela São Remo de São Paulo. Para cada par de tênis comprado, outro é doado para uma instituição regulamentada pela Unicef. "Quando alguém compra um tênis Twins for Peace, não está comprando somente para ajudar crianças carentes, mas compra um produto com valor de moda", destacaram os irmãos, que também adiantaram que abrirão um quiosque da marca em um shopping no Brasil, depois do Carnaval.

O II Congresso Internacional de Inovação e Tecnologia também apresentou as palestras: 'Brasil, o país que dá um show - A alegria do povo brasileiro e as oportunidades de negócios com a Copa 2014' com Bianko; o Painel Sustentabilidade com as empresas Artecola, Péltica Peles Especiais e Ecológica Laminado Vegetal do Brasil; 'Mix by Brasil - Do Iapoque ao Chuí desvendando a identidade da moda brasileira' com Chiara Gadaleta e o Case - 'Como a Coca-Cola Shoes investiu na criação de uma linha de produtos sustentáveis' com Paulo Schneider.

Copyright © 2021 Exclusivo On Line. Todos os diretos Reservados.