Spartoo rivaliza no prêt-à-porter

O portal tricolor até então especializado em calçados se lança à venda do prêt-à-porter feminino e masculino. Um desenvolvimento que se inicia com a comercialização de 6.000 modelos de coleções primavera-verão 2013 de cerca de cem marcas.

Uma extensão importante da oferta que implicou, em particular, uma importante modificação do site, especialmente com a adaptação das fichas dos produtos, mas também a extensão do centro de distribuição logística para um novo mezanino de 15.000 m². De fato, esta nova oferta não está reservada à França, mas proposta em cerca de vinte países europeus onde a Spartoo atua. Com sua oferta de calçados de 30.000 modelos e 700 marcas, o portal já havia ampliado seu catálogo para abranger bolsas e malas em 2010, depois para relógios de pulso e joias em 2012.

"Não vendemos roupas e roupas para a prática de esportes como vendemos calçados na Internet", enfatiza Boris Saragaglia, CEO do Spartoo. "No total, o Spartoo está investindo, neste ano, vários milhões de euros no prêt-à-porter. A chegada das roupas vai permitir que continuemos a dar seguimento a nosso forte crescimento, propondo uma gama de produtos ainda mais ampla. Mesmo que o centro do negócio continue a ser os calçados, a diversificação permite atrair novos clientes e fidelizar melhor os outros!"

Clientes que poderão descobrir um universo de roupas cindido em quatro universos. Assim, o universo Moda vai propor peças Esprit, Desigual, Mexx, DDP, Vero Moda, Eleven Paris e ainda Joseph. O espaço Denim também se beneficiará de grandes nomes, com a Diesel, G-Star, Kaporal, Pepe Jeans, Jack & Jones, le Temps des Cerises e ainda a Levis. A seção Sport Lifestyle vai reunir a Adidas Originals, a Nike, Puma, Converse, Rip Curl, Quilsilver, Volcom e outras. Quanto ao universo Casual, ele vai propor a Gant, Tommy Hilfiger, Timberland, Chevignon e também a Façonnable.

Para explicar este lançamento no prêt-à-porter, o Spartoo lembra que as vendas on-line de roupas avançaram 8% no ano passado, ao passo que as vendas nacionais do mercado só aumentaram 2,1%. O portal espera ver o prêt-à-porter alcançar uma "parte significativa" de seu volume de negócios dentro de três anos, uma vez que o mercado de roupas é de 3 a 4 vezes maior do que o dos calçados, que alcança 8 bilhões de euros na França. Volume de negócios que, no entanto, alcançou os 130 milhões de euros em 2012.

Copyright © 2018 FashionNetwork.com. Todos os direitos reservados.

Moda - Pronto-a-vestirModa - CalçadosLuxo - Pronto-a-vestirDistribuição
ASSINE A NOSSA NEWSLETTER